comentários posts

Bahia/Eleições

Rui Costa é reeleito no primeiro turno com quase 76% dos votos válidos

Rui recebeu mais de 75% dos votos, enquanto Zé Ronaldo ficou com com pouco mais de 21%

O governador Rui Costa (PT), 55, foi reeleito em primeiro turno neste domingo (7) pelos baianos, levando seu partido à quarta vitória consecutiva no Estado –antes de Costa, Jaques Wagner foi eleito governador por duas vezes, em 2006 e 2010. Com 77,71% das urnas apuradas, Rui Costa tinha 75,88% dos votos. Em seguida, vinha Zé Ronaldo (DEM) com 21,82%.

Favorito desde o início da campanha, Rui Costa conseguiu fechar um grande arco de alianças, com 13 partidos, além do PT: PP, PDT, PSD, PSB, PCdoB, PR, PMB, PRP, PODE, Avante, PMN, PROS e PTC.

Apesar da vitória folgada, o petista não previa facilidade, mas teve o caminho ajudado em março, quando o prefeito de Salvador, ACM Neto(DEM), surpreendeu ao desistir da candidatura ventilada e não renunciar do comandando a capital baiana.

Sem ACM Neto, o DEM lançou o nome do ex-prefeito de Feira de Santana Zé Ronaldo para tentar desbancar Rui Costa, mas sem ser muito conhecido no estado não conseguiu em momento algum ameaçar a reeleição do governador.

Na campanha, Costa usou por diversas vezes a popularidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sempre o citando em discursos debates, programa eleitoral e redes sociais. Até o plano de governo fala dele e do impeachment de Dilma Rousseff (PT), em 2016.

Sempre atacado e vinculado ao governo Michel Temer (MDB), Zé Ronaldo usou e abusou da imagem de ACM Neto –com quem aparecia ao lado com frequência e em eventos públicos. “Feira de Santana e Salvador mostraram que se pode melhorar a vida das pessoas com a crise da Bahia e do Brasil”, dizia em propaganda.

Já outro nome conhecido na disputa era o ex-prefeito de Salvador João Henrique Carneiro (PRTB), que tentou colar no seu candidato a presidente, Jair Bolsonaro (PSC), sempre apelando para o discurso da segurança pública e para sua associação com o candidato social cristão. Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Eleições

Eleitores vão votar seis vezes neste domingo, começando pelo deputado federal

Eleitores vão escolher o novo presidente, governadores, senadores e deputados para os próximos quatro anos

Nas eleições que acontecem neste domingo (7), os eleitores vão escolher o novo presidente do Brasil, os governadores dos 26 estados e do Distrito Federal. Também serão escolhidos os 1.059 deputados estaduais das assembleias legislativas e 24 deputados distritais, 513 deputados federais e dois terços, ou seja, 54 senadores (que ficarão os próximos oito anos no Congresso).

A ordem de votação sofreu uma pequena mudança este ano em relação ao pleito de 2014, quando o primeiro voto foi dado para o deputado estadual. A mudança decorre da Lei nº 12.976, de maio de 2014, que alterou o parágrafo 3º do artigo 59 da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) .

Ordem de votação

O eleitor escolherá primeiro o deputado federal (quatro dígitos). Depois, será a vez de votar para um deputado estadual (cinco dígitos), dois senadores (três dígitos), um governador (dois dígitos) e, por fim, o presidente da República (dois dígitos).

Ao digitar os números, aparecerão a foto, o número, o nome e a sigla do partido do candidato. Se as informações estiverem corretas, aperte a tecla verde Confirma. Para o cargo de senador, o eleitor deve fazer a operação duas vezes.

A urna eletrônica também tem a tecla Corrige, que permite ao eleitor mudar o voto caso detecte algum erro.

A Justiça eleitoral disponibilizou um simulador de votação para o eleitor praticar e não se confundir no dia da votação.

Voto na legenda

Nos casos de deputado federal e estadual, o eleitor pode votar no partido, sem escolher um candidato específico. Neste caso, é preciso apertar dois dígitos (números do partido).  Antes da confirmação do voto, a urna apresentará a informação do respectivo partido e mensagem alertando ao eleitor que, se confirmado o voto, ele será computado para a legenda.

Voto nulo e em branco

Há opção de anular o voto, nesse caso, basta votar em um número inexistente – que não seja de nenhum candidato ou partido – e confirmar.

Para votos em branco, há uma tecla específica na urna eletrônica.

Os votos nulo e em branco não são considerados válidos, ou seja não entram na contagem para escolha de um candidato, são usados apenas para estatísticas.  Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Eleições

Tirar self durante a votação é proibido pela Lei Eleitoral

As eleições acontecem neste domingo, 7 de outubro

Neste domingo (7), eleitores irão às urnas em todo o país para escolher os futuros governantes. Pela Lei Eleitoral, os eleitores precisam respeitar algumas regras nos locais e no dia da votação.

Uso de bandeiras e camisetas do candidato
O eleitor pode demonstrar a preferência por um candidato, desde que seja de maneira individual e silenciosa. São permitidas bandeiras sem mastro, broches ou adesivos no local de votação. Uso de camisetas foi liberado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O eleitor poderá usar a camiseta com nome de seu candidato preferido, sem fazer propaganda eleitoral a favor dele. A camiseta não pode ser distribuída pelo candidato.

Cola eleitoral
O eleitor pode levar, em papel, os números dos candidatos anotados. A cola eleitoral é permitida e recomendada pela Justiça Eleitoral, pois o eleitor irá votar para cinco cargos (deputado federal, deputado estadual ou distrital, dois senadores, governador e presidente). Não é permitida a “cola” em celular na hora de votar.

Uso de celular e tirar selfie
Na cabine de votação, celulares, máquina fotográficas, filmadoras ou outro dispositivo eletrônico não são permitidos. Os equipamentos podem corromper o sigilo do voto, ou seja, não pode tirar selfie na hora da votação ou tirar foto do voto. O eleitor que baixou o e-Título vai apresentá-lo ao mesário e depositará o celular em uma mesa enquanto estiver na cabine de votação. Ao final, o aparelho será devolvido pelo mesário.

Acompanhante
O eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida poderá contar com o auxílio de pessoa de sua confiança na hora de votar, mesmo que não tenha feito o pedido antecipadamente ao juiz eleitoral.

Alto-falante e carreatas
Uso de alto-falantes, caixas de som, comícios e carreatas são proibidos.

Boca de urna
Tentar convencer um eleitor a votar ou não em um candidato é proibido. A propaganda de boca de urna também não é permitida. São consideradas boca de urna, por exemplo, a distribuição de panfletos e santinhos de candidatos, a aglomeração de pessoas usando roupas uniformizadas ou manifestações nas proximidades das zonas eleitorais. Leia Mais

Compartilhar
Geral/Vitória da Conquista

Mulher abandona bebê em maternidade após parto

O bebê está internado na UTI do Hospital Esaú Matos

Uma mulher grávida há cerca de 40 semanas deu entrada no Hospital Esaú Matos, após protelar por vários dias a ida ao hospital. O plano dela era parir em casa e dar a criança para adoção.

O bebê, que já estava no limite antes de entrar em sofrimento fetal, devido a quantidade de semanas, é um menino que nasceu bem e está internado na unidade hospitalar, recebendo cuidados médicos.

A mulher que deu à luz, teria saído do hospital pouco tempo depois de parir. Mesmo com as assistentes sociais da unidade conversando com ela sobre a possibilidade de não doar o bebê para adoção, a mãe da criança não mudou de ideia. Ela teria assinado os papéis autorizando que o neném, que ainda não tem nome, fosse destinado para adoção. Leia Mais

Compartilhar
Geral/Vitória da Conquista

Tubulação rompe, água invade casas e cratera se forma em rua de bairro em Vitória da Conquista

Por conta do rompimento da tubulação, as ruas do bairro Bruno Bacelar ficaram alagadas e, ao menos, quatro residências foram invadidas pela água

Uma tubulação da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) rompeu na noite de quinta-feira (4), no bairro Bruno Bacelar, em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O caso ocorreu na Rua da Batalha, esquina com a Rua Lapa.

Por conta do rompimento da tubulação, as ruas do bairro ficaram alagadas e, ao menos, quatro residências foram invadidas pela água. Além disso, no local onde a tubulação rompeu, um enorme buraco se formou no asfalto.

Conforme moradores, o vazamento ocorreu por volta das 21h e seguiu até 2h desta quinta-feira (5). O abastecimento de água precisou ser suspenso no bairro, na parte alta da zona oeste da cidade e nas localidades rurais do entorno de Bate-Pé, que são atendidas pelo sistema de fornecimento de água interligado a tubulação que quebrou. Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Eleições

Datafolha: Bolsonaro varia de 32% para 35% e Haddad vai de 21% para 22%

Bolsonaro mantém a liderança, seguido por Haddad e Ciro Gomes

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) cresceu de 32% para 35% das intenções de voto, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, 4. Ele abriu 13 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, Fernando Haddad (PT).

O candidato do PT oscilou de 21% para 22%. Ciro Gomes (PDT) manteve 11% e Geraldo Alckmin (PSDB) variou de 9% para 8%.

A candidata da Rede, Marina Silva, manteve 4%. João Amoêdo (Novo) permaneceu com 3%. Henrique Meirelles (MDB) e Alvaro Dias (Podemos) mantiveram 2% cada, mesmo índice da pesquisa divulgada na última terça-feira, 2. Cabo Daciolo (Patriota) voltou a ter 1%.

Vera Lúcia (PSTU), Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram.

O contingente de votos em branco e nulos saiu de 8% para 6%, enquanto os que não souberam ou não responderam permaneceu em 5%.

Considerando-se apenas os votos válidos, que tiram da amostra os votos em brancos e indecisos, Bolsonaro chegou a 39%, contra 25% de Haddad, 13% de Ciro, 9% de Alckmin e 4% de Marina Silva. Leia Mais

Compartilhar
Acidente/Vitória da Conquista

Vereadora Lúcia Rocha e assessores ficam feridos em acidente no Capinal

Vereadora participaria de agenda política na Limeira

Um acidente de trânsito envolvendo a vereadora conquistense Maria Lúcia Rocha Santos, 63 anos, candidata a deputada estadual pelo DEM, aconteceu na noite desta quinta-feira (04). De acordo com pessoas ligadas à campanha da parlamentar, o carro em que ela estava, juntamente com os assessores, ficou desgovernado após o condutor perder o controle da direção numa estrada do Povoado Capinal, zona rural do município. O veículo VW, modelo Voyage, capotou três vezes.

A vereadora foi encaminhada ao Hospital São Vicente de Paula (Santa Casa) e outras vítimas, não contabilizadas e sem informações nominais, foram socorridas e encaminhadas para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Conquista. Leia Mais

Compartilhar
Bahia/Eleições

Médico de Bolsonaro confirma veto à participação do candidato em debate

Bolsonaro deixou o hospital paulistano no último sábado, dia 29

O cirurgião Antônio Macedo, um dos médicos da equipe que atendeu o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, confirmou nesta quarta-feira, 3, que vetou a participação do presidenciável no debate da TV Globo, na quinta, 4 – o último antes do primeiro turno das eleições.

Segundo Macedo, que visitou Bolsonaro esta manhã no Rio acompanhado do médico Leandro Echenique, o candidato se recupera bem e os antibióticos foram suspensos, mas foi aplicada infusão de ferro para melhorar a anemia. “Ele está muito bem, mas não está em condições de ficar mais do que dez minutos conversando”, disse.

Questionado sobre as transmissões que o candidato do PSL tem feito pessoalmente no Facebook diariamente desde a última segunda, 1º, o médico disse que a avaliação foi feita especificamente para o debate. “Nós contraindicamos a ida dele ao debate”. Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Eleições

Mais de 25 mil policiais vão atuar no patrulhamento das seções eleitorais na Bahia

Além de garantir segurança às urnas, os policiais vão atuar, também, na prevenção de crimes eleitorais, como transporte clandestino de eleitores, compra de votos e desordens nas seções

Mais de 25 mil agentes das policias Militar e Civil vão atuar em todo o estado, no domingo (7), durante as eleições. Os profissionais irão trabalhar no patrulhamento das seções eleitorais, a uma distância de 100 metros dos 9.576 locais de votação, conforme orientação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Agentes da Polícia Militar vão escoltar as 35.088 urnas até os locais de votação e guardar as seções eleitorais, com o objetivo de impedir a violação dos equipamentos. Após o encerramento da votação, às 17h, haverá proteção do material utilizado no pleito para os polos de informática ou cartórios eleitorais.

Os policiais vão acompanhar, ainda, o transporte das mídias de votação, que serão conduzidas para os locais de apuração e transmissão de voto. O policiamento permanecerá nestes locais até o encerramento de todas as atividades, previsto para 22h.

Os policiais vão atuar, também, na prevenção de crimes eleitorais, como transporte clandestino de eleitores, compra de votos e desordens nas seções.

Desde a última terça-feira (2) até 48 horas após o dia da votação, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido por meio de sentença condenatória. São mantidas, apenas, as prisões em flagrante. Nestes casos, os autores serão encaminhados para a Polícia Federal ou Delegacias Territoriais.

Reforços

Durante as eleições, policiais dos departamentos de Polícia Metropolitana (Depom) e de Polícia do Interior (Depin) vão trabalhar em regime especial, com efetivo reforçado. Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Eleições

Datafolha: Bolsonaro cresce, chega a 32% e já vence Haddad no 2º turno

Nas simulações feitas pelo instituto para o segundo turno, Bolsonaro apresentou um crescimento de 5%

A nova pesquisa do instituto Datafolha, divulgada noite desta terça-feira (2), confirmou o crescimento do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que agora aparece com 32% das intenções de voto, 4% a mais do que na última edição da pesquisa.

Fernando Haddad (PT) tem 21% e Ciro Gomes (PDT) aparece com 11%. Geraldo Alckmin (PSDB) obteve 9% e Marina Silva (Rede) é a candidata de 4% dos entrevistados.

Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) marcam, cada um, 3% das intenções de voto. Henrique Meirelles (MDB) tem 2%. Estão empatados Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota) e Vera Lúcia (PSTU), com 1% cada. João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. Leia Mais

Compartilhar
Bahia/Eleições

Eleições interrompem aulas em unidades da rede pública de ensino a partir de sexta-feira, em todo o estado

Na Bahia, 35.088 urnas estão sendo preparadas para o 1º turno da eleição 

Para as eleições de domingo (7), escolas municipais de Salvador e estaduais na capital e interior do estado terão aulas suspensas a partir de sexta-feira (5), quando as urnas vão começar a ser instaladas. As unidades de ensino serão cedidas ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) para serem utilizadas como locais de votação.

No caso das escolas estaduais, os alunos voltarão às salas de aula na terça-feira (9). Já nas unidades da rede municipal, as atividades para os estudantes serão normalizadas na segunda-feira (8).

O TRE-BA assegurou que a suspensão das aulas nas escolas estaduais, municipais e particulares que abrigam seções eleitorais não afetará o calendário escolar, que prevê o cumprimento dos 200 dias letivos, regulamentados pela Lei de Diretrizes e Bases (LDB).

Na Bahia, 35.088 urnas serão preparadas para o 1º turno da eleição. Ainda não há previsão de quantos equipamentos serão utilizados no 2° turno. A lacração das urnas eletrônicas que serão usadas deve terminar nesta terça-feira (2). A inserção de informações sobre eleitores e candidatos nos equipamentos foi iniciada no dia 26 de setembro.

Eleições

O TRE indica que o eleitor consulte o local de votação antes do domingo (7). Isso pode ser feito no site do Tribunal Eleitoral da Bahia (TRE-BA). Em Salvador, 47 pontos de votação foram alterados pelo órgão. Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Eleições

Ibope: convicção de eleitorado de Bolsonaro sobe a 59%; de Haddad fica em 49%

A convicção do eleitorado com relação aos dois primeiros colocados cresceu nos últimos dias

Além de o candidato Jair Bolsonaro (PSL) ter crescido quatro pontos nas intenções de voto para o primeiro turno da eleição presidencial, a convicção do eleitorado que declara voto no capitão reformado também aumentou. Conforme pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada nesta segunda-feira, 1, 59% dos eleitores do presidenciável dizem que não mudarão sua intenção de voto de jeito nenhum. No último dia 26, esse porcentual era de 55%.

O eleitorado de Fernando Haddad (PT) continua sendo o segundo mais convicto, com 49% dos eleitores declarando que a decisão de votar no petista é firme – o mesmo índice do levantamento anterior. A convicção do eleitorado Geraldo Alckmin (PSDB) também cresceu, indo de 26% para 29%.

Entre os eleitores do candidato Ciro Gomes (PDT), porém, a convicção caiu, de 31% para 27%. Já entre os entrevistados que declaram voto em Marina, 23% dos eleitores afirmam que não mudarão sua decisão. O índice era de 22% na semana anterior. Leia Mais

Compartilhar
Meio Ambiente/Sudoeste

Focos de incêndio atingem cinco cidades baianas

Os incêndios normalmente ocorrem em sua maioria por ação humana de forma dolosa ou culposa

As cidades de Buritirama, Boquira, Campo Alegre de Lourdes, Barreiras e Rio de Contas foram alvo de incêndios florestais nos últimos dias. O caso acontece de forma simultânea e é combatido pelo Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA), através do Programa Bahia Sem Fogo, sob coordenação dos bombeiros e Secretaria de Meio Ambiente da Bahia (Sema).

Segundo a CBMBA, o município de Rio de Contas (a 617 quilômetros de Salvador) é o que se encontra em uma situação mais agravante e Boquira (a 671 quilômetros de Salvador) possui um período maior com incêndio. Há dois aviões sendo utilizados de forma auxiliar no combate, lançando água e fazendo o monitoramento aéreo.

Estes incidentes normalmente ocorrem em sua maioria por ação humana de forma dolosa ou culposa, entre os motivos também estão as descargas atmosféricas e raios, que ainda segundo a CBMBA, não foram registrados nos últimos tempos na região.

O fogo é comumente utilizado para limpar pastos, porém pode causar dano a fauna e flora, além de empobrecer o solo e tendo como consequência a fertilidade e capacidade de produzir na terra. Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Saúde

Doenças ligadas à falta de saneamento custaram R$ 100 milhões ao SUS

Na Bahia, menos de 10% dos municípios tem planejamento para lidar com a precariedade do saneamento básico

Internações na rede pública decorrentes de doenças causadas pela falta de saneamento básico custaram R$ 100 milhões ao Sistema Único de Saúde (SUS), no ano passado. Segundo o Ministério da Saúde, houve mais de 260 mil internações em todo o país. O número é alto, já que mais da metade dos municípios brasileiros não tinha plano de saneamento básico em 2017.

De acordo com uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 34,7% dos municípios brasileiros registraram doenças relacionadas a problemas na oferta de água potável e tratamento de esgoto. Esse cenário contribui para que doenças provocadas por vermes, bactérias e por mosquitos como o Aedes Aegypti, se prolifera.

A dengue foi a doença mais citada e afetou 26% dos municípios de todo o país. A proporção que declarou ter sofrido uma epidemia ou endemia de dengue, zika e chikungunya foi maior nas regiões Nordeste e Norte. A zika, por exemplo, foi registrada em 29,6% dos municípios nordestinos, e a chikungunya, em 37,3%.

Dados do Instituto Trata Brasil, revelaram que no Nordeste apenas 36,22% do esgoto é tratado, e o índice de coleta é de 26,79%. Mais da metade dos municípios baianos têm problemas de saúde pública por falta de saneamento básico, sendo que cerca de 150 mil residências não têm acesso ao sistema de esgoto.

Em todo o Brasil, estima-se que seja tratado apenas 50% dos esgotos coletados, e o país tem a meta de universalização do saneamento até 2033. Um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelou que nos últimos oito anos, a média de recursos aportados no setor foi de R$ 13,6 bilhões. Se nada mudar, a meta será atingida com mais de 20 anos de atraso. Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Política

Desalento no mercado de trabalho é maior entre os nordestinos

Mais da metade das pessoas (54,3%) que desistiram de procurar emprego são mulheres e quase 70% não são chefes de família

O Nordeste é a região com o maior número de pessoas que desistiram de procurar emprego. Segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), os nordestinos são 60% dos desalentados do país.

“Essa elevada parcela em relação às demais regiões do Brasil reflete as próprias características do mercado de trabalho nordestino, marcado pela mais alta taxa de desemprego, maior parcela de informalidade, menor taxa de participação, além de salários reais mais baixos. Por fim, o desalento é ligeiramente maior entre as mulheres”, diz o documento.

Outra constatação é que o desalento é proporcionalmente mais alto entre os trabalhadores que possuem maior dificuldade de inserção no mercado de trabalho, ou seja, jovens, pouco escolarizados, mulheres, e não chefes de família.

Mais da metade das pessoas (54,3%) que desistiram de procurar emprego são mulheres e quase 70% não são chefes de família. Os dados são referentes ao segundo trimestre deste ano. Em todo o país, quase 5 milhões de brasileiros deixaram de procurar trabalho, mais de 200 mil comparado ao trimestre anterior.

Entre aqueles que não completaram o ensino fundamental, o desalento é maior, somando metade dos desalentados no país. Os trabalhadores com ensino médio completo somam 22,8%. O desalento também é grande entre os brasileiros com nível superior. A taxa aumentou de 4,8% para 5,3% entre o 2º trimestre de 2017 e o 2º trimestre de 2018. Leia Mais

Compartilhar
Brasil/Saúde

Brasil pode perder certificado de eliminação do sarampo

Cerca de 4,4 mil municípios atingiram a meta de vacinação estipulada por meio de campanha, o que representa que aproximadamente 1,3 mil cidades permanecem com coberturas vacinais

O Brasil tem até fevereiro de 2019 para reverter os surtos de sarampo registrados em diversas áreas do país – sob pena de perder o certificado de eliminação da doença, concedido pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) em 2016. O alerta foi feito pela assessora regional de Imunizações da entidade, Lúcia Helena de Oliveira, durante a 20ª Jornada Nacional de Imunizações, no Rio de Janeiro.

Dados do Ministério da Saúde mostram que, até 24 de setembro, foram confirmados 1.766 casos de sarampo, dos quais 1.367 no Amazonas e 325 em Roraima.

Há ainda, segundo a pasta, quase 8 mil casos em investigação em ambos os estados, além de casos isolados em São Paulo (3), no Rio de Janeiro (18), no Rio Grande do Sul (29), em Rondônia (2), em Pernambuco (4), no Pará (14) e em Sergipe (4).

Lúcia Helena de Oliveira lembrou que a Venezuela, de onde veio a cepa de sarampo identificada no Brasil, perdeu seu certificado de eliminação em junho deste ano. Leia Mais

Compartilhar
Bahia/Justiça

Semana Nacional de Conciliação inscreve processos até quinta

O objetivo da Semana Nacional de Conciliação é acabar com o litígio e evitar execução fiscal

Seguem até quinta-feira, 4, as inscrições de processos para a XII Semana Nacional de Conciliação do Tribunal de Justiça da Bahia. Os interessados devem realizar o procedimento no site do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Conflitos (Nupemec). Há opção tanto para empresas inscreverem processos (Pessoa Jurídica) ou o cidadão como Pessoa Física.

Criada em 2006, a Semana Nacional de Conciliação tem a proposta de mediar o diálogo entre as partes de um conflito. Leia Mais

Compartilhar
Página 8 de 480« Primeira...678910...203040...Última »