Bia

Últimas Noticias

POLITICA

Prefeitura começa a colocar asfalto em seis ruas no distrito de Iguá

Esta quinta-feira (25) ficará na marcada na memória da cabeleireira Selma Rosa. A rua em que ela mora há 30 anos, na sede do distrito de Iguá, foi asfaltada pela Prefeitura. “Para nós, essa obra que a Prefeitura está fazendo hoje é maravilhosa! Vai melhorar muito nosso dia a dia. Este ano está sendo de muitas vitórias”, festejou a moradora da Rua Jerônimo do Amaral, referindo-se à pavimentação e à implantação da linha de ônibus com preço promocional de R$ 2,00 no cartão Bem Simples.

Além da Rua Jerônimo do Amaral, a Prefeitura pavimentará outras cinco vias na vila (ruas S/N, S/N 3, Castro Alves, do Travamento e Travessa Jerônimo do Amaral). O serviço está sendo executado pela Emurc.

“A gestão da prefeita Sheila Lemos vem trabalhando em todos os cantos do município, seja na zona urbana seja na zona rural. O Iguá agora recebe a pavimentação, com toda a infraestrutura de sarjeta e meio-fio. Tudo isso para trazer muito mais conforto e segurança para a população local”, destacou o secretário de Infraestrutura Urbana, Jackson Yoshiura.

Ao todo, seis ruas estão sendo pavimentadas

A pavimentação das seis ruas no Iguá foi viabilizada por meio de recursos da emenda parlamentar do deputado federal João Bacelar, articulada pelo vereador Hermínio Oliveira. O investimento é de aproximadamente R$ 400 mil, com contrapartida do Município.

POLITICA

Secretaria Municipal do Meio Ambiente limpa lagos da Praça Tancredo Neves

 

POLITICA

Pfizer vai testar eficácia de vacina contra nova variante de Covid-19

Após a descoberta de uma nova variante de Covid-19, com casos na África do Sul, Botsuana e Hong Kong, a Pfizer e BioNTech anunciou que a fabricante está estudando urgentemente a eficácia do imunizante contra a B.1.1.529. A declaração foi feita por um representante da fabricante, nesta sexta-feira (26), à agência de notícias AFP.

O representante explicou que os resultados dos testes devem sair em, no máximo, duas semanas. “Esses dados fornecerão mais informações sobre se a B.1.1.529 pode ser uma variante que exija um ajuste de nossa vacina se a variante se espalhar globalmente”.

A preocupação dos cientistas, nesse momento, é com relação ao alto número de mutações que a nova variante possui. Essas mutações podem deixá-la mais transmissível.

POLITICA

Valorização da cultura afro-brasileira ganhou destaque no Novembro Negro da Educação

As palmas seguiam o ritmo do atabaque, do berimbau e do pandeiro e o canto ressoava por todo auditório do Centro Municipal de Atenção Especializada (Cemae). No palco, as crianças e seus mestres do Grupo Nossa Arte dançavam a capoeira. A batucada contagiou gestores e pedagogos da Rede Municipal de Ensino, que, primeiro, entraram na roda de samba e, depois, na roda de contação de história, feita pela professora Greissy Leôncio Reis, em que a boneca abayomi* foi a personagem principal.

“Por meio da contação de história afro-brasileira e africana, dos personagens e suas indumentárias, a gente leva nossa criança e nosso adolescente a se identificar de forma positiva com sua história”, comentou Greissy, que ao se dedicar aos estudos sobre a oralidade, se tornou griô – mestre que transmite sua cultura através da tradição oral.

E assim o dia de ontem (23) foi especial para os servidores da Secretaria Municipal de Educação (Smed) contratados no mês passado, que participaram do “Novembro Negro – Diversidade gerando Igualdade”, atividade dedicada ao mês em que se comemora a Consciência Negra . “O tema é justamente nesta perspectiva de fazer todas as pessoas compreendam a necessidade da gente resgatar nossa história para que toda pessoa que historicamente foi relegada ao acaso possa agora estar retomando o seu lugar como agente construtor da nossa sociedade. Então o trabalho é ressignificar as relações étnico raciais e que a gente possa conviver numa perspectiva de uma diversidade na igualdade”, explanou a professora Niltânia Brito, que ministrou a palestra que deu nome ao evento.

Para Aracy Helena Lopes Ferreira, pedagoga recém-contratada pela Smed, foi gratificante não só ouvir como poder compartilhar um pouco da história dela. “Se a gente não se colocar no lugar do outro, a gente não consegue entender que não é ‘mimimi’. Foi importante estarmos presentes, pois essa questão tem de estar na formação das crianças. Porque, como Nelson Mandela já dizia, elas não nascem racistas, se elas aprendem a odiar elas podem ser ensinadas a amar e a serem tolerantes, por isso é importante esse evento com os pedagogos”, comentou.

 

 

As atividades tiveram o objetivo de valorização da diversidade e relações raciais, uma reflexão sobre o enfrentamento do racismo e a promoção da igualdade racial. Segundo o secretário Municipal de Educação, Edgard Larry, é necessário ter esse momento especial de debate e reflexão, mas é preciso no dia a dia desenvolver práticas relacionadas ao enfrentamento do racismo. “Nós que atuamos no serviço público, notadamente na educação, precisamos e devemos cumprir o nosso papel de desenvolver ações que venham sempre repudiar qualquer forma de discriminação”. conclamou o professor Larry.

A programação, realizada em parceria com a Uninassau, teve ainda uma mesa redonda “Relatos de Experiência de Vida”, conduzida pela psicóloga Marcela Santiago, a oficina sobre cabelo afro, ministrada por Joaldo Pinheiro, e apresentação musical dos educadores Betão e Raul.

*As mães africanas – quando vieram para o Brasil como escravas – rasgavam retalhos de suas saias e a partir deles criavam pequenas bonecas, feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção. As bonecas ficaram conhecidas como Abayomi, termo que significa ‘encontro precioso’, em iorubá, uma das maiores etnias do continente africano, cuja população habita parte da Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim.

POLITICA

PSDB diz que testes com novo app “não foram totalmente satisfatórios”

O PSDB informou, em nota, que os testes realizados na noite de terça (23) e na madrugada de quarta (24) com o novo aplicativo para votação eletrônica nas prévias à presidência “não foram totalmente satisfatórios”.

Segundo o partido, serão feitos novos testes esta manhã. “Outras entidades também já estão contatadas”, disse o PSDB no comunicado. O sistema eletrônico será usado para a escolha do pré-candidato do partido para a disputa da eleição presidencial.

Segundo os tucanos, o escolhido pela legenda para concorrer à presidência será definido até próximo domingo (28). Na disputa estão os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, além do ex-senador e ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.

 

POLITICA

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Vitória da Conquista teve, nesta segunda-feira (22), 27 novos casos de Covid-19. No total, são 35.566 casos confirmados desde o início da pandemia. Até 17 horas de hoje, nenhum óbito foi registrado e o número de mortes de conquistenses pela doença se mantém em 624.

Mais 28 pessoas se recuperaram e a quantidade total é 34.855. Hoje são 87 casos ativos (pessoas diagnosticadas com Covid-19).

Ainda de acordo com o boletim da SMS, 311 casos suspeitos aguardam classificação final (investigação clínico-epidemiológico e/ou laboratorial).

Ocupação de leitos – No momento, 23 leitos SUS de Vitória da Conquista permanecem ocupados por seis pacientes do município e 17 de outras localidades. A taxa de ocupação de leitos clínicos é de 23,7% e de leitos de UTI é de 48,2%.

Confira o boletim completo.

Notificação – A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza um canal on-line para notificação de casos suspeitos, o Notifica Covid-19, para que o cidadão possa fazer o seu autocadastro para monitoramento. O Call Center da SMS atende pelo número central 3429-3450. O Call Center funciona das 8h às 18h e também está disponível para tirar dúvidas da população sobre a Covid-19 e atender pessoas que apresentem sintomas suspeitos.

POLITICA

Diretora da OMS diz que mundo está entrando em quarta onda de covid-19

O mundo está entrando em uma quarta onda da pandemia do novo coronavírus. A avaliação é da diretora-geral adjunta de acesso a medicamentos e produtos farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde (OMS), a brasileira Mariângela Simão. Ela abordou a situação da pandemia em conferência na abertura no Congresso Brasileiro de Epidemiologia.

“Estamos vendo a ressurgência de casos de covid-19 na Europa. Tivemos nas últimas 24 horas mais de 440 mil novos casos confirmados. E isso que há subnotificação em vários continentes. O mundo está entrando em uma quarta onda, mas as regiões têm tido um comportamento diferente em relação à pandemia”, declarou Mariângela Simão.

Segundo ela, o vírus continua evoluindo com variantes mais transmissíveis. Mas em razão da vacinação houve uma dissociação entre casos e mortes, pelo fato da vacinação ter reduzido os óbitos decorrentes da covid-19. Ela lembrou que a imunização reduz as hospitalizações mas não interrompe a transmissão.

A diretora avaliou que os novos picos na Europa se devem à abertura e flexibilização das medidas de distanciamento no verão, além do uso inconsistente de medidas de prevenção em países e regiões.

“O aumento da cobertura vacinal não influencia na higiene pessoal, mas tem associação com diminuição do uso de máscaras e distanciamento social. Além disso, há desinformação, mensagens contraditórias que são responsáveis por matar pessoas”, pontuou a diretora-geral adjunta da OMS.

Um problema grave, acrescentou, é a desigualdade no acesso às vacinas no mundo. “Foram aplicadas mais de 7,5 bilhões de doses. Em países de baixa renda, há menos de 5% das pessoas com pelo menos uma dose. Um dos fatores foi o fato de os produtores terem feito acordos bilaterais com países de alta renda e não estarem privilegiando vacinas para países de baixa renda”, analisou.

Mariângela Simão considera que o futuro da pandemia depende de uma série de fatores. O primeiro é a imunidade populacional, resultante da vacinação e da imunização natural. O segundo é o acesso a medicamentos. O terceiro é como irão se comportar as variantes de preocupação e do quão transmissíveis elas serão.

A diretora da OMS defendeu que além das medidas de prevenção é preciso assegurar a equidade no acesso a vacinas, terapias e testagens. “É vacinas, mas não somente vacinas”, resumiu.

Américas e Brasil – Ao avaliar a situação das Américas e do Brasil, Mariângela Simão afirmou que as Américas vêm tendo um comportamento de transmissão comunitária continuada, com ondas repetidas.

Quanto ao Brasil, ela avaliou que o programa de vacinação está andando bem. Mas, a partir da situação na Europa, se mostrou receosa com o futuro da pandemia no Brasil pelas discussões em curso sobre o carnaval.

“Me preocupa quando vejo no Brasil a discussão sobre o Carnaval. É uma condição extremamente propícia para aumento da transmissão comunitária. Precisamos planejar as ações para 2022”, alertou.

POLITICA

Bolsonaro sobre Moro: ‘quero ver num carro de som falando com o povo’

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que ver seu ex-ministro Sergio Moro “em um carro de som falando com o povo”. Moro é pré-candidato à Presidência pelo Podemos e pode enfrentar Bolsonaro nas eleições do ano que vem.

Durante conversa com seus apoiadores no Palácio da Alvorada, um homem mencionou Moro e o presidente disse inicialmente que não tem acompanhado o ex-juiz.

— Não tenho acompanhado esse cara, não. Ficou comigo um ano e pouco.

Pouco depois, Bolsonaro acrescentou:

— Quero ver ele em um carro de som falando com o povo. Só isso e mais nada.

Há duas semanas, o presidente criticou o discurso lido por Moro em sua cerimônia de filiação ao Podemos e disse que o ex-ministro “não aprendeu nada” durante sua passagem ao governo.

Nesta segunda-feira, Bolsonaro também foi perguntado por um apoiador sobre sua candidatura à reeleição e disse que só tomará uma decisão sobre isso no primeiro semestre do ano que vem.

— Vou decidir em março

 

//extra

POLITICA

MP denuncia homem acusado da prática de rinha de galo em Jequié

O Ministério Público estadual denunciou criminalmente um homem por crime de abuso de maus tratos a animais no município de Jequié, na Bahia. De acordo com a denúncia, no dia 11 de maio do último ano, policiais civis flagraram a prática de ‘rinha de galos’ em um sítio localizado o bairro do KM 03.

Na ocasião, foram apreendidos 34 galos da espécie ‘Gallus Gallus Domesticus’, acondicionados em gaiolas, além de esporas, luvas de boxe, ‘ringue’ de madeira, medicamentos, entre outros materiais que comprovam a prática de maus-tratos a animais.

A denúncia foi feita por meio do promotor de Justiça Mauricio Foltz Cavalcanti. O homem foi denunciado no artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/98.

POLITICA

Prefeitura recebe doação de veículos e equipamentos apreendidos pela Receita Federal

A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista recebeu 40 aparelhos celulares, 16 roteadores, um carro e um dolly doados pela Receita Federal. Os equipamentos foram apreendidos em ações do órgão.

O delegado adjunto Artur César Leone fez a entrega oficial à prefeita Sheila Lemos, que recebeu os equipamentos na manhã desta segunda-feira (22. O ato aconteceu na Central de Equipamentos (Deserg) e contou com a presença do coordenador Lucas Batista.

Após o tombamento, o carro será integrado à frota da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Um levantamento será feito nas secretarias e órgãos municipais para verificar a demanda referente aos demais equipamentos, para definir a sua distribuição.

Para a prefeita Sheila Lemos, a doação simboliza um investimento na melhoria de serviços públicos. “Uma parceria muito importante, que já acontece há muito tempo, e a gente vem sempre reforçando. Então, agradecer à Receita Federal, por essa importante parceria com o município, e dizer que estamos abertos a parcerias com todos os órgãos que possam estar efetivamente ajudando o nosso município”, disse.

O delegado adjunto Artur César Leone também comentou a ação. “A Prefeitura é uma parceira estratégica da Receita Federal, e nós ficamos muito felizes com essa destinação, porque agora esses bens vão ser revertidos em serviços públicos. Esses bens até então estavam relacionados a atividades ilícitas, transporte de mercadorias irregulares, contrabando, e a partir de agora eles passam a fazer o bem”, contou.

POLITICA

Brown reconhece que foi vítima de racismo no Rock in Rio há 20 anos

Durante entrevista ao jornal Folha de São Paulo, Carlinhos Brown disse que, agora, enxerga a atitude racista da plateia do Rock in Rio, em 2012. Vestindo um cocar, o músico reagia a vaias e garrafadas da plateia. Brown abria o dia de apresentações dedicadas ao metal, que tinha como destaque da programação a banda Guns N’ Roses. Após duas décadas do episódio, o músico de 58 anos , diz que foi vítima de um “dos primeiros cancelamentos”.

“Precisamos de tempo para observar o que são as coisas. E o cancelamento talvez seja a síntese [daquele episódio]. E dentro do cancelamento tem tudo. Tem racismo, preconceito contra o gênero, contra a música”, disse o músico à Folha.

“Eu era um artista muito mais frágil naquele momento, com expectativas gigantes jogadas naquele momento, eu já estava com música estourada — já tinha criado, com meus amigos, o axé music. Mas eu era frágil com inocências antropofagistas. Me vestia como índio, eu não queria me vestir como o cara do rock’n’roll”, afirma o cantor.

A terceira edição do festival, há 20 anos, foi marcada pela crítica de músicos brasileiros, que buscavam cachês maiores e horários mais nobres, reservados às atrações estrangeiras. Naquele ano, por exemplo, seis bandas brasileiras —Skank, O Rappa, Raimundos, Cidade Negra, Jota Quest e Charlie Brown Jr— boicotaram o evento.

“Que bom que houve aquele choque porque a gente sabia que, no Rock in Rio, a palavra rock, suas quatro letras, era maior que Rio. Mas a gente também estava dizendo que o Rio é enorme. A música brasileira precisava ser mostrada”, disse.

Brown crê que essa provocação foi feita, na época, pelo empresário e dono do festival, Roberto Medina, que o escalou para se apresentar no mesmo dia de bandas de rock mais pesado. Hoje, é o músico quem faz a provocação — quer voltar aos palcos do festival. “Queria fazer um convite, quero fazer aquele show de novo.”

POLITICA

França proíbe venda de cães e gatos em pet shops

A França aprovou um projeto de lei, na última quinta-feira (18), que proíbe a venda de filhotes de cães e gatos em pet shops a partir de 2024 e acaba, progressivamente, com a presença de animais em circo. A nova lei se propõe a combater o abuso de animais.

O ministro da Agricultura francês, Julien Denormandie, comemorou a nova lei. Em uma rede social, ele disse que “animais de estimação não são nem brinquedos, nem mercadorias, nem produtos de consumo”, além de considerar a lei como um “importante avanço” no combate ao abandono de animais. A França registra números alarmantes nesse sentido, cerca de 100.000 animais de estimação são abandonados por ano.

Além disso, o projeto aprovado também torna as punições mais rígidas para quem abandonar ou maltratar animais.

POLITICA

Bahia registra 590 novos casos de Covid-19 e mais 6 óbitos pela doença em 24h

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 590 casos de Covid-19 e seis óbitos. Os dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) consideram aquilo que foi registrado até as 17h deste sábado (20).

 

Desde o início da pandemia, a Bahia já registrou 1.255.237 casos da doença. Destes, 27.227 tiveram óbito confirmado. Atualmente, o estado possui 2.887 casos ativos.

 

Com relação à ocupação dos leitos de UTI adulto, a taxa está em 35%.

POLITICA

TCU abre processo para analisar críticas à gestão do Inep

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu um processo para analisar os relatos feitos por parlamentares de problemas na gestão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

O TCU informou que, na última terça-feira (16), o Tribunal recebeu representantes da Câmara dos Deputados, que apresentaram críticas à gestão do Inep. “As informações relatadas por eles foram enviadas ao Tribunal por meio de uma representação, que é o documento formal”, diz o órgão.

 

Foi aberto um processo para analisar os pedidos dos parlamentares. A relatoria é do ministro Walton Alencar Rodrigues. Ainda não há decisão do Tribunal. Os documentos não estão públicos no momento.

 

Reunidos em ato em Brasília, no início deste mês, servidores do Inep protestaram contra a atual gestão do Inep, de Danilo Dupas, denunciando riscos ao trabalho desempenhado pela autarquia que, além de ser responsável pela realização de avaliações de âmbito nacional da educação, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é também responsável pelos Censos da Educação Básica e Superior e pela condução diversos estudos educacionais.

 

As críticas culminaram em 37 servidores pedindo exoneração dos cargos que ocupavam. Tanto o presidente do Inep, quanto o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmaram que a realização dos exames está garantida e não será prejudicada.

 

Auditoria – Na última quarta-feira (17), o Senado Federal aprovou um requerimento para realização de auditoria pelo TCU no Inep. A intenção é que o TCU verifique a capacidade operacional do Inep para realizar exames como o Enem e o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade).

POLITICA

Morre Tin Tim Gomes, reggaeman e irmão do cantor Edson Gomes

Morreu nesta sexta-feira (19) o cantor de reggae Tin Tim Gomes, irmão do cantor Edson Gomes. Ele estava internado na Santa Casa da Misericórdia de São Félix, onde morava, no Recôncavo Baiano, tratando de problemas cardíacos.

 

A morte foi confirmada pelo diretor médico da Santa Casa de São Félix, Odilon Rocha, confirmou o óbito do artista: “É com grande pesar que a Santa Casa de São Félix notifica a falecimento do nosso grande compositor e cantor do município de São Félix Tim Tim Gomes.”

 

Nas redes sociais do artistas vários fãs mandaram mensagens se despedindo do ídolo.

POLITICA

Em parceria com a Assembleia Legislativa, OAB-Conquista vai publicar autobiografia de Coriolano Sales 

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Subseção de Vitória da Conquista, Ronaldo Soares, esteve na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), nesta quarta-feira, 17, junto com o deputado Fabrício Falcão (PCdoB), para pedir apoio na publicação do livro autobiográfico de um dos fundadores e primeiro presidente da OAB-Conquista, o ex-deputado federal Coriolano Sales.

Segundo Ronaldo Soares, o intuito da visita à Alba foi pleitear apoio financeiro para a publicação da obra, que foi aprovado pela Mesa Diretora da Assembleia, da qual Fabrício é um dos membros. “Estamos felizes por ter conseguido a aprovação para a publicação do livro autobiográfico do nosso primeiro presidente e fundador da Subseção de Vitória da Conquista. O livro autobiográfico foi um presente que a Subseção recebeu da sua filha, Marta Sales, que além de doar o seu original, doou parte do acervo da biblioteca do seu pai”, fala.

A Assembleia Legislativa da Bahia ficará responsável por custear a impressão de 2 mil exemplares da autobiografia. Além disso, a Alba vai contribuir na divulgação da obra em nível estadual. “Eu entendo ser muito relevante a publicação desse livro, dada a importância do autor para a Subseção de Vitória da Conquista e a para própria Assembleia Legislativa”, complementa Ronaldo Soares.

A OAB-Conquista ficará encarregada de prover profissionais para realizar a revisão, a diagramação e a arte gráfica do livro.

POLITICA

Novembro roxo: Hospital Municipal Esaú Matos realiza ação de conscientização sobre cuidados em nascimentos prematuros

O nascimento prematuro de um bebê mexe com a estrutura de toda a família. Atento a essa situação delicada, o Hospital Municipal Esaú Matos, a maior e principal maternidade do Sudoeste da Bahia, está preparada com estrutura, equipamentos e profissionais de excelência para atender toda família que enfrenta esse momento difícil, e que busca os serviços de referência da unidade. É importante ressaltar que, apesar de um momento de muitas angústias, é também uma oportunidade de luta, aprendizado e superação, em busca da saúde plena dos bebezinhos, e que ajuda a unir, ainda mais, a família.

 

Neste ano, a Campanha Internacional do Novembro Roxo, que chama atenção para cuidados e discussões relacionadas aos nascimentos de bebês prematuros, traz como tema “Separação Zero – alerta ao perigo do distanciamento dos pais de suas crianças prematuras”. A proposta é discutir o afastamento e limitações impostas a pais de crianças prematuras como medidas de contenção da pandemia pela Covid-19. A intenção é dar visibilidade à importância da presença colaborativa dos pais nas Unidades Neonatais (UN), tanto para a saúde dos pais, como da criança.

 

E neste dia 17 de Novembro, Dia Mundial da Prematuridade, o Hospital Municipal Esaú Matos, realizou uma ação interna de conscientização dos profissionais que atuam na unidade e das famílias que estão sendo atendidas e que passam, neste momento, por esse processo delicado. O Esaú Matos tem a principal UTI neonatal da região e, aliado a essa estrutura de ponta, a população conta ainda, com o Espaço Canguru para auxiliar no processo de transição entre a UTI e os leitos comuns, até que o bebê, enfim, tenha alta médica.

 

Renata Ribeiro dos Santos, por exemplo, deu à luz o pequeno Pedro Henrique, ainda no sexto mês de gestação. Ele foi internado na UTI neonatal do Esaú Matos no dia 8 de setembro e já se vão pouco mais de dois meses de luta e perseverança. Ela fala com muita emoção e agradecimento, ainda que tenham sido tempos difíceis: “O atendimento aqui é ótimo, porque meu filho nasceu com apenas 900 gramas, hoje está com 1,5 kg. Graças aos profissionais daqui ele está vivo. Então super agradeço a Deus e todos os profissionais da UTI e do Espaço Canguru”.

 

“Para se ter uma ideia, no ano passado fizemos uma média de 5 mil partos, desse total, cerca de 300 foram prematuros. Ou seja, nossa equipe lidou com sucesso em partos de alto risco, os bebês foram encaminhados para a UTI Neonatal, e após recuperação passaram pelo processo do Espaço Mãe Canguru. Então temos uma rede completa de estrutura, equipamentos e profissionais capacitados e sensibilizados como pede situações como o nascimento de bebês prematuros, que afeta toda uma família”, ressalta Diogo Azevêdo, diretor-geral da Fundação de Saúde Pública de Vitória da Conquista, que mantém o Esaú Matos.