7 de maio de 2018 às 19:49

Empresário que derrubou casa de idosa em Vitória da Conquista pagará R$ 120 mil por reconstrução

Imóvel foi destruído por trator em 2016, após filho da idosa quebrar vidraça da casa de empresário

O empresário Allan Kardec Cardoso Lessa, que em 30 de agosto de 2016 mandou derrubar com um trator a casa de dona Valdete Silva Almeida, 87, na zona rural de Vitória da Conquista, Sudoeste da Bahia, pagará R$ 120 mil para que o imóvel seja reconstruído.

O acordo para o pagamento foi feito dia 26 de abril de 2018 na 5ª Vara de Feitos de Relações de Consumo Cível e Comerciais de Vitória da Conquista. Os detalhes de como serão feitos o pagamento não foram informados pelo advogado do empresário, Jailton Botelho e Silva.

“Eu me restrinjo a não dar essa informação. O importante é que acabou o processo. Nos entabulamos o acordo através do processo e aí está tudo bem”, declarou Botelho.

A justiça ainda não publicou o acordo. A advogada Cristiane Gobira e o advogado Érico Júnior, que atuam na defesa da idosa, não foram localizados. No site do Tribunal de Justiça da Bahia, o caso consta como julgado e a “homologada a transação” dia 26 de abril.

Em 14 de dezembro de 2016, o empresário Allan Kardec, que também é artista plástico, havia sido condenado pela Justiça a pagar R$ 112 mil, porém a defesa dele recorreu. A defesa da idosa queria que ele pagasse R$ 500 mil.

A demolição do imóvel, situado numa área rural a 8 km da cidade, ocorreu após uma briga entre o filho da idosa e o empresário Allan Kardec, ocorrida por discussões que envolvem especulação imobiliária.

De família rica, o artista plástico, que possui várias obras espalhadas pela terceira maior cidade da Bahia, com 345 mil habitantes, possui um empreendimento próximo à casa da idosa e vinha tentando negociar com o filho dela a compra do terreno de cerca de 3 hectares onde estava a residência.

Kardec confessou à polícia que mandou derrubar a casa com um trator, após o filho da idosa ter quebrado uma vidraça da casa dele. Com a demolição, todos os objetos de uso pessoal e de valor sentimental da família da idosa foram perdidos.

Desde que ocorreu o caso, a idosa e o filho, que se chama Deusdete Francisco Almeida, moram de favor em casa de parentes na periferia de Vitória da Conquista.

Dona Valdete morava na casa demolida há 40 anos e o imóvel tinha sido deixado pelo marido, já falecido. //Correio 24 Horas



Deixe seu Comentário