10 de março de 2014 às 14:48

DESTAQUE: Servidores técnico-administrativos das universidades estaduais da Bahia paralisam atividades

“Até agora não há quaisquer indicativos para aprovação das nossas reivindicações”, disse representante

Por Gabriel Oliveira

Fotos: Gabriel Oliveira

Fotos: Gabriel Oliveira

 

Na manhã desta segunda-feira (10), foi iniciada a mobilização dos servidores das quatro Universidades Estaduais da Bahia (UESB, UEFS, UESC e UNEB), com quase 100% de adesão da categoria. A paralisação foi decidida na última assembleia realizada paralelamente nas quatro universidades, e em Vitória da Conquista, Itapetinga e Jequié é liderada pela AFUS – Sindicato dos Servidores Técnico-administrativos da UESB.

Em relação ao reinício das atividades acadêmicas, anteriormente previsto para esta segunda-feira, a UESB enviou nota ao Blog da Bia Oliveira afirmando que cada curso determinará como ficará o calendário. As outras atividades, como a Semana de Integração dos calouros, estão sendo remarcadas para a próxima semana.

Francisco Carvalho. Foto: Gabriel Oliveira

Francisco Carvalho

Segundo Francisco Carvalho, funcionário técnico administrativo da UESB, “a manifestação é resultado de uma discussão que já vem se estendendo desde o o ano de 2009, quando o governo do estado deveria fazer a regulamentação da carreira e salários dos funcionários técnicos das universidade estaduais da Bahia, e estamos aguardando, há quase cinco anos, um posicionamento do governo e até agora não há quaisquer indicativos para aprovação das nossas reivindicações”.

Entre as reivindicações, destacam-se: a) Regulamentar Plano de Cargos, Carreiras e Salários instituído pela Lei 11.375/2009 em substituição à Lei 8.889/2003 (também não regulamentada); b) Revogar Lei 7.176/97, que retira a autonomia administrativa e financeira das Universidades Estaduais da Bahia; c) Destinar 7% (sete por cento) da RLI (Receita Líquida de Impostos) para as Universidades; d) Pagar reajustes salarias anuais retroativos a janeiro de cada ano, sendo esta a data-base legal da categoria; e) Converter em pecúnia a Licença Prêmio dos servidores técnicos das UEBA´s; f) Aumentar o valor do Auxílio Alimentação congelado em R$ 9,00 há mais de 10 anos, para R$ 15,00, já no ano de 2014; g) Pagamento da URV; h) Converter em pecúnia 1/3 (um terço) de férias.

Confira a nota completa da AFUS sobre as reivindicações clicando aqui



Deixe seu Comentário