7 de novembro de 2016 às 22:37

PF prende em Vitória da Conquista, acusado de fraudar provas do Enem

Operação foi realizada pela Polícia Federal

Operação foi realizada pela Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou na tarde do último domingo (06), a Operação Embustre para combater fraudes no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. A operação foi deflagrada em Montes Claros, após uma pessoa que se relacionava com um dos líderes da quadrilha confessar o esquema para um padre, que orientou a procurar a Polícia Federal.

Estudantes e professores contratados pela quadrilha se inscreveram para o exame para resolver rápido as questões da prova. Após vencido o prazo para saída, os candidatos iam para um hotel, onde, através de um aparelho de escuta, repassavam para os candidatos o resultado das questões. Candidatos de três cidades de Minas e de Vitória da Conquista receberam as respostas. Segundo a PF, a quadrilha cobrava entre R$150 mil e R$180 mil para repassar o gabarito para candidatos.

O líder do esquema desarticulado pela PF é Rodrigo Ferreira Viana. Segundo o site GuanambiTV, ele é natural de Candiba, na região Sudoeste. Em Guanambi, um candidato chegou a ser revistado pelos fiscais de prova após pedido da organização do ENEM que suspeitou da fraude, no entanto nada foi encontrado.

O caso, que também está sendo apurado em Vitória da Conquista, ganhou repercussão nacional, no Fantástico, da Rede Globo.

A Polícia Federal prendeu 11 pessoas durante a realização do ENEM. Com informações do Caetité Notícias.



Deixe seu Comentário