3 de dezembro de 2017 às 1:31

“Natal Sustentável” deve reunir cerca de 50 atrações

A homenagem aos 80 anos do compositor Elomar Figueira é um dos pontos fortes dos festejos natalinos

Uma reunião na tarde desta sexta-feira, 1º, na Casa Memorial Régis Pacheco, definiu novos detalhes sobre a logística do evento em que a Prefeitura celebrará os festejos natalinos de 2017. A conversa envolveu representantes das secretarias de Cultura, Serviços Públicos, Comunicação, Mobilidade Urbana e Meio Ambiente, além do Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar.

Já está definido que a festa reunirá 50 artistas, que deverão se apresentar em três palcos diferentes: 20 deles na praça Tancredo Neves, em frente à catedral; outros 20 na praça Mármore Neto, no bairro Brasil; e ainda 10 na praça Nove de Novembro. A programação prevê também a participação de corais, ternos de reis e orquestras.

Outro ponto de destaque é uma homenagem aos 80 anos do compositor Elomar Figueira, conhecido internacionalmente por cantar o universo do sertão para além das fronteiras nacionais. Menções a Elomar estarão em peças gráficas, dispostas em locais estratégicos da estrutura do evento; e através dos próprios artistas, que pretendem incluir pérolas do cancioneiro elomariano em suas apresentações.

Comissão de curadoria – A grade musical do evento natalino da Prefeitura é composta por nomes conhecidos pelo público conquistense, como Evandro Correia, Álisson Menezes, Marlua, a dupla Bia & Iracema e a banda On The Rocks, entre outros. A escolha dos artistas foi elaborada por uma comissão de curadoria, formada por nomes ligados ao Governo Municipal e ao Conselho Municipal de Cultura.

Para a secretária de Cultura Tina Rocha, presidente da comissão de curadoria*, “os critérios de seleção levaram em consideração principalmente os serviços prestados, o trabalho cultural do artista, o talento que ele tem, e como ele tem representado a cidade, aqui e lá fora”.

Ao falar sobre a nova organização do evento, que agora se divide entre as três praças e não inclui o Centro Glauber Rocha, a secretária mencionou a contenção de gastos e a busca por “democratização” da festa.  “Em primeiro lugar, o custo é muito alto. Em segundo lugar, acho que é muito mais democrático fazer na rua, para as pessoas”, destacou Tina.

‘Natal sustentável’ – A secretária chamou a atenção para outro elemento: segundo ela, a Prefeitura terá como prioridade o cuidado com a questão ambiental nas praças que servirão como palcos do evento. Contêineres de lixo, por exemplo, serão instalados nos locais dos shows, a fim de reforçar a estrutura de descarte já existente. Além disso, haverá um cuidado especial com a vegetação – principalmente no caso da praça Tancredo Neves. “Será um natal sustentável”, observou Tina.

Para custear o evento, a Prefeitura já garantiu parte dos recursos. E espera que já na próxima semana consiga novas parcerias para complementar o custeio. Outros detalhes sobre a programação também serão delineados e divulgados ao longo da semana que vem.



Deixe seu Comentário