16 de maio de 2018 às 19:59

Messias do Salão Bahia agradece moções de pesar da Câmara de Conquista e da Alba pela morte de Davyd Lucas

Davyd tinha 15 anos e toda uma vida pela frente

A família do jovem Davyd Lucas Sapucaia Souza, 15 anos, assassinado de forma brutal dentro de um lava jato próximo ao Ifba, entre os bairros Urbis V e Vila Serrana I, no dia 5 de abril, receberam duas moções de pesar pela morte do adolescente. Uma delas foi indicada pelo mandato do vereador Luciano Gomes (PR), e subscrita pelos demais vereadores da Câmara Municipal de Vitória da Conquista.  A outra partiu de uma iniciativa do deputado estadual Jurandy Oliveira (PRP).

A morte de Davyd consternou a população conquistense, pois não houve motivo para a prática do crime, segundo informação dos próprios bandidos. Ele não tinha passagens pela delegacia, não era usuário de droga e estava no trabalho quando foi surpreendido pelos bandidos. O jovem era estudante do Curso de Segurança do Trabalho no Colégio Adélia Teixeira.

Messias Carvalho Santos, conhecido como Messias do Salão Bahia, tio do adolescente, disse que a família ainda está muito triste com o ocorrido e que espera a condenação dos autores, não como vingança, mas por questão de justiça. Mas se disse comovido com a atitude da Câmara de Conquista e da Assembleia Legislativa da Bahia, por meio dos mandatos do vereador Luciano Gomes e do deputado Jurandy Oliveira. “A iniciativa desses parlamentares comoveu a todos nós familiares, ainda que a gente entenda que a vida de Davyd não retorna, esse crime repercutiu no município e na Bahia pela forma brutal como aconteceu”, concluiu.



Deixe seu Comentário