5 de fevereiro de 2018 às 18:14

Fabrício articula apoio da Bahiagás para carnaval Conquista Cultural

O patrocínio da Bahiagás é fruto de uma articulação do deputado Fabrício Falcão (PCdoB) junto ao governador Rui Costa

Mais uma vez a Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás), responsável pela distribuição de gás natural canalizado no estado, será apoiadora do Carnaval Conquista Cultural. Em sua 7ª edição, a festa será realizada de 10 a 13 de fevereiro, na Praça da Bandeira, em Vitória da Conquista. O patrocínio da Bahiagás é fruto de uma articulação do deputado Fabrício Falcão (PCdoB), que vem defendendo junto ao governador Rui Costa a necessidade de o Estado incentivar cada vez mais edições da festa momesca no interior da Bahia.

“A nossa intenção é resgatar o espírito dos velhos carnavais, mas também inovando, onde as pessoas possam se divertir num ambiente familiar, com segurança e alegria. E o carnaval de Vitória da Conquista oferece tudo isso aos foliões que querem curtir o carnaval sem sair da cidade. Além disso, o carnaval movimenta a economia e trabalhamos para que cresça a cada ano, gerando mais entretenimento, emprego e renda”, disse Fabrício.

Como nas edições passadas, a festa contará com a tradicional Lavagem do Beco e um cortejo, que abrem o carnaval no dia 10. O cortejo partirá da Catedral Nossa Senhora das Vitórias, na Praça Tancredo Neves, seguindo pela Alameda Ramiro Santos até chegar à Praça da Bandeira. A programação terá ainda duas bandas de marchinhas que abrirão a festa, nos três dias de evento, a partir das 14h, na Praça da Bandeira.

Outra novidade é a Tenda Eletrônika que funcionará nos dois últimos dias de folia, 12 e 13 de fevereiro. O espaço promete agitar os intervalos entre uma atração e outra do grande palco. A alegria e fantasias ficarão por conta dos blocos As Mukiranhas, Omolú Asé, Galera da Amizade LGBT, Maria Vem Cazoutras, Kiribamba na Folia e Curtaki.

Para o produtor cultural Dillan Junior, idealizador da proposta, o apoio da Bahiagás é fundamental. “O Carnaval Conquista Cultural é de graça, sem cordas e o folião não paga para entrar, então é muito importante contar com nossos apoiadores, para nos ajudar a realizar e fortalecer o evento”, disse. Este ano, quem novamente assina a proposta apresentada à Bahiagás é o Instituto Mandacaru, entidade que captou os recursos que possibilitará o apoio aos blocos já tradicionais na festa.



Deixe seu Comentário