8 de outubro de 2017 às 23:58

Exposição de Orquídeas atrai admiradores e cultivadores da planta em Conquista

Várias espécies de orquídeas estiveram expostas na feira

Quem passou pela Praça do Gil de sexta-feira, 06, até este domingo, 08, percebeu algo diferente. No espaço, foi montada a Exposição e Feira Orquídeas (Expo-Orquídeas) de Vitória da Conquista, promovida numa parceria entre a Associação Orquidófilos Conquistenses Associados (Acor) e a Prefeitura, com patrocínio da Revita Engenharia Sustentável.

A Acor tem como conceito básico fomentar o cultivo e a cultura de orquídeas. “Por isso, não podíamos deixar restrito apenas entre nós. Outras pessoas precisam conhecer e sentirem-se convidadas a participar conosco. Na feira, todo mundo pode adquirir plantas nobres, com tratamento fitossanitários, sadias, para embelezar a casa, embelezar o jardim”, explicou o presidente da Acor, Raymundo Reis.

Entretanto, esse não é o único objetivo da ocasião. O outro é promover a ideia de implantação de um orquidário municipal, previsto para funcionar dentro do Horto Florestal de Vitória da Conquista. O projeto desse novo equipamento, que já está pronto, foi lançado durante a Expo-Orquídeas e quem visitar a feira poderá conhecê-lo.

“Pensando em uma utilidade maior para o nosso trabalho, pensamos na criação de um orquidário municipal. Então, vamos ser mais úteis ainda para nossa cidade. A Prefeitura abraçou a nossa ideia, nos apoiou e colocou à disposição um espaço no horto florestal para escolhermos. Lá, vamos construir o orquidário municipal que vai ser grande, cerca de 300 m², com toda a tecnologia disponível. Temos todo o apoio do poder público e da iniciativa privada para essa construção maravilhosa”, explicou o presidente da Acor.

Em visita à feira, acompanhado por membros do Governo Municipal, o prefeito Herzem Gusmão reafirmou a parceria e a importância da mesma para Vitória da Conquista. “Nossa cidade é conhecida como terra das rosas e agora será conhecida também como a terra das orquídeas. O orquidófilo Raymundo Reis e a associação têm muita sensibilidade. Ele chamou a Prefeitura para a parceria e nós já batemos o martelo. Seguramente, teremos o primeiro orquidário da Bahia, que vai funcionar no horto”, disse o prefeito.

Para compor o acervo desse futuro orquidário, a associação conta com as doações de quem for frequentar a Expo-Orquídeas. Quem quiser adquirir orquídeas e doá-las, pode registrar a doação ali mesmo. Mas os doadores também poderão levar suas orquídeas de casa, se assim preferirem.

Variedades – Beleza e variedade chamaram a atenção dos olhares curiosos, dos admiradores e dos cultivadores da planta. Como foi o caso de Célia Meireles, cultivadora de 36 orquídeas: “Sempre acho uma oportunidade muito boa para a gente comprar alguns tipos de orquídeas que a gente não vê sempre. O preço na ocasião é um pouco melhor e, também, eventos como esses são ótimos para sairmos com as amigas, curtir o fim de tarde como nós estamos fazendo aqui”.

Já para Maria de Lourdes Brito, é um bom momento para admirar as variedades. “Eu já cultivei bastante orquídea, mas agora só admiro. As minhas estão sendo cuidadas por minha irmã. Considero muito boa essa feira para diversificar as mudas que a gente tem. Antes acontecia essa exposição, depois ficou um tempo sem ter, mas ainda bem que voltou. Todo mundo gosta”, disse.

A programação do evento seguiu até este domingo, 8, com homenagens póstumas a pessoas que foram colaboradoras e participantes da Acor, ao longo das duas décadas de atuação da entidade: o padre Bruno Baldacci, que atuou na paróquia Nossa Senhora das Candeias, a empresária Maria Emília Caminha de Castro, que foi diretora da Rádio Clube de Vitória da Conquista, e Sarah Velley Matos, uma das fundadoras da associação que reúne os orquidófilos da cidade.

A exposição “Retratos da Cidade foi promovida pela PMVC, por meio da Secretaria de Cultura

A Expo-Orquídeas sedia ainda a exposição “Retratos de uma Cidade”, realizada pela Secretaria de Cultura, em parceria com o Arquivo Público Municipal.



Deixe seu Comentário