29 de agosto de 2018 às 16:06

Centro Educacional Pedro Emílio da Silva Passos é inaugurado no Bairro Patagônia

Prefeito Herzem participou da inauguração

Cerca de 120 crianças, de dois a cinco anos, irão começar a estudar em um espaço completamente novo e com estrutura de alta qualidade. Na manhã desta terça-feira (28), a Prefeitura entregou o Centro Municipal de Educação Infantil Conselheiro Pedro Emílio da Silva Passos, localizado no bairro Patagônia. A cerimônia reuniu autoridades públicas, representantes da sociedade civil organizada, pais de alunos e membros da comunidade.

O espaço conta com salas de aulas equipadas com banheiros, repouso e solário, sala para os professores, espaço de informática, copa para funcionários, depósito, dois sanitários adaptados, cozinha, dispensa, lactário e lavanderia com depósito para materiais de limpeza, além de sala para a administração e almoxarifado. O prefeito Herzem Gusmão realizou o plantio de uma árvore para marcar o início das atividades letivas.

“São várias creches espalhadas pela cidade, e também vamos levar para a zona rural”, revela o prefeito. “Vi hoje aqui alegria e felicidade dos pais que recebem o equipamento, como também do Governo, que o entrega. E, portanto, estamos no caminho certo para que Vitória da Conquista tenha escolas e creches de qualidade”, completa.

“Para nós, da Secretaria de Educação, é um momento significativo. Momento em que nós transferimos os alunos da creche Joana D’arc para esta creche, que leva o nome do conselheiro Pedro Emílio da Silva Passos, e nos deixa muito satisfeitos. Mais de 120 alunos aqui instalados terão um espaço mais aprazível para o desenvolvimento de suas habilidades”, avalia a secretária de Educação, Selma Oliveira.Homenagem – O nome do centro educacional é uma homenagem a Pedro Emílio Passos, presidente do Conselho Municipal de Educação, da Liga Conquistense de Desportos Terrestres (LCDT), que faleceu em março deste ano. Membros da família de Pedro Emílio participaram da cerimônia e se emocionaram com o reconhecimento pelo seu trabalho.

“Foi muito triste, mas ao mesmo tempo sinto muito orgulho por tudo o que ele foi, por tudo o que ele deixou, por todo o legado dele. Essa homenagem foi muito emocionante, eu acho que foi muito justa e digna da pessoa que ele foi”, relata a sua filha, Marina Passos.



Deixe seu Comentário