26 de outubro de 2018 às 21:00

Articulações políticas apontam nome do vereador Luciano Gomes para presidência da Câmara

Vereador conta com apoio do Governo Municipal e dos colegas

O segundo turno das eleições presidenciais ainda está em curso, mas isso não tem atrapalhado as articulações para composição da nova mesa diretora da Câmara Municipal de Vitória da Conquista. Há dias, a mídia conquistense vem especulando nomes como prováveis para disputa da presidência, a exemplo dos vereadores Carlos Dudé (PTB), Gilmar Ferraz (PMDB), Sidney Oliveira (PRB) e Cícero Custódio (PSL). Mas outro nome despontou com força e apoio do legislativo, dos servidores e do próprio Governo Municipal: o do vereador Luciano Gomes (PR).

Na semana passada, em reunião com a Bancada de Oposição, o vereador manifestou o desejo de concorrer à presidência, sendo apoiado pelos demais colegas de bancada. Não sabia, porém, que contaria com o apoio de colegas da Situação, capitaneada pelo prefeito Herzem Gusmão (PMDB). A ideia é compor uma mesa mista, o que lhe daria vantagem na disputa pela vaga.

Nas sucessivas reuniões em busca de apoio, os demais pleiteantes Sidney Oliveira (PRB), Gilmar Ferraz (MDB) e Luis Carlos Dudé (PTB) já sinalizam para a hipótese de retirada o nome e apoio a Luciano Gomes, por considerá-lo “Um sujeito de palavra”. Alguns alegam que o apoio depende de diálogo com os demais interessados e com o próprio governo que “já teria alertado aos vereadores da  base o desejo de sacramentar o nome do vereador Luciano”. 

O Governo Municipal, segundo fontes ligadas ao prefeito, pretende manter a harmonia com o legislativo, além de evitar uma possível derrota e uma chapa oposicionista com a participação do PCdoB e do atual presidente Hermínio Oliveira, o que poderia representar alguns dissabores nos últimos dois anos de governo.

“A relação com Luciano é muito boa, é uma pessoa de confiança, respeitada pelos colegas e pelo próprio Governo, não há outro nome com essas características, no nosso entender é ele ou ele”, disse a fonte, acrescentando que “essa arrumação” não implica em alinhamento político, porque o próprio executivo deixou claro ao vereador que entende e respeita a afinidade dele [Luciano Gomes] com o Governo do Estado. “O prefeito respeita esse posicionamento político aberto, sem jogo de enganação, com as cartas na mesa, isso é proveitoso para todos os envolvidos”, afirmou.



Deixe seu Comentário