28 de junho de 2018 às 20:10

Sobe para 27 o número de mortes por H1N1 na Bahia

A vacinação contra a gripe foi ampliada na segunda-feira, 25, para crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos

Subiu para 27 o número de mortes por H1N1 confirmadas na Bahia em 2018. Os dados foram divulgados pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) nesta quarta-feira, 27.

Segundo boletim do órgão, até o dia 23 de junho foram notificados 1.326 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 107 mortes. Deste total, 277 casos foram confirmados para Influenza, sendo 206 pelo subtipo A H1N1.

A maior ocorrência de casos está em pacientes maiores de 60 anos e menores de cinco anos, faixas etárias que também registraram a maior parte dos óbitos, com 59,25% do total.

Os casos de H1N1 foram confirmados em 51 municípios baianos. Já as mortes aconteceram em 15 cidades. Salvador concentra o maior número. Foram 13 mortes registradas na capital baiana em 2018.

Os outros municípios registraram uma morte cada. São eles: Apuarema, Camaçari, Feira de Santana, Irará, Juazeiro, Lauro de Freitas, Monte Santo, Morro do Chapéu, Retirolândia, Saúde, Sapeaçu, Serrinha, Uruçuca e Vitória da Conquista.

Prevenção

A vacinação contra a gripe foi ampliada na segunda-feira, 25, para crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos, além do público-alvo inicial da campanha (crianças de 6 meses a 5 anos e idosos). 

Cerca de 130 mil doses da campanha de vacina contra a gripe estão disponíveis nos 126 postos da cidade. O atendimento acontece das 8h às 17h.

Para se vacinar é necessário levar documento de identificação com foto, cartão de vacinação e cartão do SUS. //A Tarde



Deixe seu Comentário