6 de abril de 2018 às 22:45

PRF resgata 118 pássaros silvestres de aviários ilegais após gaiolas serem achadas em ronda no Sudoeste

Animais foram resgatados pela PRF

Cento e dezoito pássaros silvestres foram resgatados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de dois aviários ilegais, na quinta-feira (5), na cidade de Brejões, no sudoeste da Bahia.

Os animais estavam confinados em ambientes improvisados em locais onde ocorria o comércio das aves. Dentre os animais apreendidos, estavam espécies conhecidas popularmente como papa-capim, coleira, cardeal, tico-tico, azulão, corrupião, sabiá, trinca-ferro e assanhaço.

De acordo com a PRF, os primeiros pássaros foram encontrados depois que os policiais rodoviários acharam seis gaiolas penduradas em uma árvore, às margens da BR-116, durante uma ronda na rodovia.

Conforme a PRF, após averiguação, os policiais verificaram que as gaiolas pertenciam a um estabelecimento comercial, onde foram encontrados pássaros debilitados, além de dezenas de gaiolas e armadilhas para captura dos animais.

Questionado pelos agentes, segundo a PRF, o proprietário do estabelecimento informou que recebia os pássaros aos domingos, de pessoas que os capturam em fazendas da região, e confessou que os comercializa há cerca de um ano.

Posteriormente, após denúncia anônima, de acordo com a PRF, a equipe encontrou, em uma outra localidade, utilizada também para comércio de animais, outros pássaros. Dois deles estavam mortos.

Os donos dos dois estabelecimentos foram conduzidos para a Delegacia de Brejões, onde foram autuados por crime ambiental. Eles assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e, em seguida, foram liberados. //G1

Os pássaros apreendidos com vida foram encaminhados ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) da cidade de Jequié, também no sudoeste da Bahia. Não há detalhes sobre o estado de saúde dos animais.



Deixe seu Comentário