7 de março de 2018 às 19:00

Prêmio Loreta Valadares será entregue nesta sexta-feira, 9

A sessão solene para entrega do diploma será realizado no Plenário Carmem Lúcia

 Para marcar as comemorações legislativas do dia Internacional da Mulher, será realizado nesta sexta-feira, 9, às 8h30, a entrega do Diploma Mulher-Cidadã Loreta Valadares. A sessão solene acontecerá no plenário Carmem Lúcia, da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC). Seis receberão o diploma.

Loreta Valadares –  que dá nome à diploma, foi uma feminista e ativista política que lutou contra a Ditadura Militar, instalada em 1964. Ela nasceu em Porto Alegre, mas mudou-se para Salvador aos seis anos. Loreta participou da luta contra a Ditadura, foi presa política e exilada. Em 1980 retorna ao Brasil e se torna professora de Ciência Política da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia, assim permanecendo até se aposentar anos depois. Em 2005, um ano após sua morte, recebe homenagem emprestando seu nome ao Centro de Referência Loreta Valadares – Prevenção e Atenção a Mulheres em Situação de Violência (CRLV), primeiro da Bahia, que funciona na cidade de Salvador. No mesmo ano, a CMVC estabelece o Diploma Mulher-Cidadã Loreta Valadares.

Todos os anos, seguindo o rito da resolução nº 41/2005, a CMVC homenageia mulheres que, no município de Vitória da Conquista, tenham oferecido contribuição relevante à defesa dos direitos das mulheres e questões de gênero. Neste ano, serão contempladas com a honraria:

•Capitã Lorena da Silva Vitória Santos – Elaborou e executou projetos como “Garota Comunidade BCS”, “Patrulha Comunitária, entre outros projetos em defesa das mulheres vítimas de violência e situações de vulnerabilidade social;

•Elza Ferreira Mendes – Assistente Social, já foi Coordenadora Municipal de Políticas Públicas para Mulheres, do Centro de Referência da Mulher Albertina Vasconcelos, e desenvolve trabalhos sociais voltados para mulheres da Zona Rural;

•Iraci Sena Rocha Ramos – Presidente da Associação de Agricultores Familiares Remanescentes de Quilombo de Corta Lote;

•Ivana Patrícia Almeida da Silva – Psicóloga do Centro de Referência Albertina Vasconcelos, doutora em estudos sobre as mulheres, gênero e feminismo na UFBA, e presidente da União de Mulheres de Vitória da Conquista.

•Klêicia Souza da Silva – Educadora Social na Coordenação Municipal de Políticas e Diretos LGBTs

•Vânia da Cruz Silva – Comandante da Ronda Escolar; membro da Câmara Temática de Violência contra a Mulher do Conselho da Mulher de Vitória da Conquista.



Deixe seu Comentário