16 de outubro de 2017 às 12:34

Polícia Federal faz buscas em gabinete e apartamentos do deputado Lúcio Vieira Lima

Várias viaturas da Polícia Federal participam da operação em Brasília e Salvador (Foto: G1 Bahia)

Agentes da Polícia Federal estão desde as 6h desta segunda-feira (16), no gabinete do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), no prédio da Câmara, em Brasília. Eles chegaram em três viaturas e interditaram o acesso ao sexto andar do anexo IV, onde fica o gabinete.

O parlamentar é irmão do ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima, que se encontra preso no Complexo da Papuda, em Brasília. Geddel é suspeito de ser o dono de R$ 51 milhões apreendidos em um apartamento em Salvador. A operação de hoje está sendo feita a pedido da Procuradoria Geral da República. Ela informou que, além do gabinete de Lúcio, a Polícia Federal realiza buscas em outros endereços ligados ao parlamentar e que só irá divulgar os detalhes da operação após o cumprimento de todos os mandados.

Apartamento

Ainda na manhã de hoje, 16, a Polícia Federal (PF) faz buscas no apartamento do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), em Salvador. O endereço é localizado no bairro do Chame-Chame, ao lado do apartamento do irmão de Lúcio, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso em regime fechado desde 8 de setembro.

Duas viaturas da PF estavam na frente do prédio de Lúcio por volta das 7h30. Três advogados de Lúcio estiveram no local. Um deles já havia saído e outros dois advogados permanecem no prédio. A operação desta segunda-feira busca entender a relação entre Lúcio Vieira Lima e os R$ 51 milhões. Os investigadores querem saber se ele poderia ser “destino” ou “origem” do dinheiro.

Há buscas também em um apartamento dele em Brasília-DF. // Com informações da Agência Brasil e G1



Deixe seu Comentário