31 de janeiro de 2019 às 20:28

Padrasto acusado de matar enteado de 7 anos abusou da vítima, diz laudo

Suspeito confessou o crime, mas negava abuso sexual

O laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT), finalizado na tarde desta quinta-feira (31), confirmou o estupro de vulnerável contra Walter de Jesus Santos, 7 anos.

A criança foi encontrada enterrada, no dia 23 de janeiro, na cidade de Salinas da Margarida. Celso Pereira Bispo, 42, padrasto do menino, foi preso, confessou a morte e a ocultação de cadáver, mas negava o abuso sexual.

O suspeito, que mantinha um relacionamento amoroso com a mãe da vítima, alegou ter matado o menino pois a companheira havia falado em separação. Ele foi apresentado à imprensa, na última terça-feira (29), em coletiva no prédio sede da Polícia Civil, situado no bairro da Piedade. Na oportunidade, ele voltou a confessar o assassinato e negou repetidas vezes a informação de estupro. //Varela Notícias



Deixe seu Comentário