22 de julho de 2017 às 22:28

Idosa com tumor no cérebro espera há 5 meses por cirurgia em Vitória da Conquista

Mulher precisa ser transferida para outra cidade, mas não consegue vagas

Uma idosa de 66 anos que tem um tumor no cérebro está internada há cinco meses, a espera de uma cirurgia, no Hospital Geral de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O problema é que a cirurgia não é realizada em Conquista, e a mulher não consegue ser transferida para outra unidade de saúde, por falta de vagas.

A justiça determinou no dia 10 de julho que o governo do estado providenciasse a cirurgia de dona Sevilia em um hospital público ou particular em até 48 horas, mas até agora a decisão não foi cumprida. A multa estabelecida pela Justiça é de R$ 1 mil por dia de atraso. Na última segunda-feira (17), a Secretaria de Saúde do Estado informou por meio de nota que esta aguardando uma posição de um hospital em Itabuna, no sul baiano.

Dona Sevilia é da cidade de Caraíbas, que fica a 82 quilômetros de Vitória da Conquista. Hercílio Alves Sales, marido de dona Sevilia passa dia e noite no hospital com a mulher e diz que já não sabe o que fazer.

“Dia e noite aqui. No dia que eu posso pagar uma pessoa, eu pago para ficar, pra eu poder descansar uma noite ou duas, mas chega uma hora que o corpo não aguenta. Para mim está muito difícil a situação”, afirma o idoso, que acrescenta que não tem nenhuma novidade sobre o caso.“Não chegam para falar nada. Só falam que vai sair quando surgir uma vaga, mas eu sei lá quando vai surgir essa vaga. Estou esperando que Deus entre no coração desse povo, para me ajudar”, desabafa.

A equipe de reportagem da TV Sudoeste, afiliada da TV Bahia em Vitória da Conquista, pediu uma posição à Secretaria de Saúde do Estado sobre a situação, mas não obteve resposta. // G1 Bahia



Deixe seu Comentário