25 de novembro de 2017 às 18:07

Governador entrega policlínica em Guanambi e anuncia recuperação de rodovia

Inauguração contou com a presença de diversas autoridades políticas

Os 480 mil moradores de mais 22 municípios baianos, desta vez no Território de Identidade do Sertão Produtivo, passam a ter cobertura de todos os exames gratuitos solicitados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A Policlínica Regional do Alto Sertão, segunda entregue pelo Governo do Estado, foi inaugurada pelo governador Rui Costa nesta sexta-feira (24), em Guanambi. O consórcio que vai gerir o equipamento reúne 100% dos municípios da região.

“Aqui são duas grandes construções. A primeira é esta belíssima unidade de saúde, de concreto, cimento e aparelhos tecnológicos. A segunda é formada por homens e mulheres, prefeitos e prefeitas, vereadores e vereadoras, que acreditaram na ideia. Se é possível regionalizar e dar mais qualidade de saúde para o povo em lugares ricos como Alemanha, Suíça e França, não se pode dar ao luxo de pulverizar recursos em serviços de baixa qualidade em lugares pobres como a Bahia e o Nordeste. Juntos, todos podemos oferecer serviços de primeiro mundo para a população”, afirmou Rui.

Na ocasião, o presidente do consórcio e prefeito de Urandi, Dorival Barbosa, pediu a recuperação da BA-263, que liga Urandi a Licínio de Almeida, para que as pessoas cheguem com mais rapidez à policlínica. A resposta do governador foi imediata: “Já autorizei que a Secretaria de Infraestrutura [Seinfra] faça o projeto para que, no ano que vem, a gente asfalte os 18 quilômetros e os pacientes venham dos municípios para fazer os exames com mais conforto e segurança”.

Com as policlínicas em Teixeira de Freitas, entregue no último dia 17, e agora em Guanambi, já são 35 municípios cobertos com atendimento especializado e exames de alta complexidade. O Governo do Estado será responsável por 40% dos custos das unidades e os 60% restantes serão distribuídos proporcionalmente, de acordo com o tamanho da população de cada município.

“Esse custeio vai ser sobre o que for gasto por cada policlínica. Então, vai ficar muito barato para cada município. São instituições que não visam ao lucro. Há apenas uma transferência do que foi efetivamente gasto. Os recursos são descontados pelo governo de cada município na sua cota do ICMS, para quitar as despesas daquele mês”, explicou o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Mais saúde e economia

Para o presidente do consórcio, Dorival Barbosa, nenhum município deve ficar fora de “um projeto dessa magnitude, em que o Governo do Estado oferece serviços de saúde que não têm na rede pública da nossa região. Nós sabemos a dificuldade que os pequenos municípios têm de oferecer um serviço de qualidade, com especialistas, para a população”.

Já o prefeito de Feira da Mata, Cidinho, comentou que o município é o menor entre os que participam do consórcio. “Todos os meses, eu gastava cerca de R$ 6 mil somente em tomografias e ressonâncias magnéticas para os moradores. Agora, nossa participação no consórcio é de R$ 6,5 mil mensais e temos acesso a todos os exames. Então, essa nova policlínica vai representar uma economia enorme”.

Segundo a diretora-geral da policlínica, Tâmara Miranda, a equipe da unidade é formada por mais de 60 profissionais concursados, incluindo 24 médicos especialistas, e mais 20 colaboradores terceirizados. Selecionada entre mais de 500 profissionais e preparada há mais de dois anos e meio, pelo Governo do Estado, para assumir a função, ela garante que “é uma satisfação enorme participar desse projeto que vai revolucionar a saúde no estado da Bahia”.

Municípios beneficiados

A policlínica atenderá os moradores de Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã, Iuiu, Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi.

Moradora de Guanambi, a dona de casa Dulce Badaró aprovou a chegada da unidade. “Acompanho meu marido em exames que precisavam ser feitos em outra cidade e agora a gente tem um equipamento de primeira aqui, na nossa cidade”. Foram investidos R$ 24 milhões na policlínica, entre obras civis, aquisição de equipamentos e 12 micro-ônibus com capacidade para até 28 pessoas.

O motorista José Carlos Cotrim, que vai transportar pacientes de Riacho de Santana e Igaporã para a policlínica, ressaltou que já trabalha “como motorista na educação, mas essa é uma oportunidade de melhorar minha perspectiva de vida. É uma oportunidade para todos nós, em várias funções. A gente sabe que a policlínica não funciona com uma única pessoa, nós somos uma equipe”.

Além de Fábio Vilas-Boas, os secretários de Cultura, Arany Santana; de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner; de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti; da Agricultura, Vitor Bonfim; e de Relações Institucionais, Josias Gomes, acompanham Rui em Guanambi.



Deixe seu Comentário