20 de agosto de 2019 às 19:01

Filha adotiva de Flordelis confessa que encomendou morte do pai e acusa mãe de saber do plano

Deputada teria afirmado que não tinha dinheiro e alertou filha para que não fizesse nada de que pudesse se arrepender

Uma das filhas adotivas da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD), Marzy Teixeira da Silva confessou, em depoimento à Polícia Civil, que pediu a um de seus irmãos, Lucas Cézar dos Santos, para matar o pai, o pastor evangélico Anderson do Carmo.

A declaração foi dada à polícia no dia 24 de junho e divulgada pelo jornal O Globo hoje (20). No mesmo dia, Lucas havia contado aos investigadores que, três meses antes do crime, recebeu proposta da irmã para cometer o assassinato.

Marzy também acusou Flordelis de já ter conhecimento do plano. Segundo ela, a mãe afirmou que não tinha dinheiro e a alertou para que não fizesse nada de que pudesse se arrepender.

A filha da deputada disse ainda que, em conversa através de um aplicativo de celular, ofereceu R$ 10 mil para o irmão matar o pastor. Segundo o plano, a quantia seria furtada da própria vítima. 

Ainda de acordo com Marzy, o pastor descobriu que estavam planejando sua morte e chamou os familiares para conversar. Ele teria dito que grampearia os celulares de todos e, por conta disso, Marzy e Flordelis adquiriram novos chips de telefone.

Lucas e Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis, já estão presos e são réus no processo do assassinato de Anderson. A polícia ainda investiga a participação de outros integrantes da família no crime. //Metro 1



Deixe seu Comentário