18 de junho de 2018 às 19:29

Feira de Santana registra 18 mortes a tiros no final de semana após morte de policial

Polícia reforçou segurança atrás de suspeitos (Foto: Reprodução / TV Subaé)

Dezoito pessoas foram mortas a tiros na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, durante o último final de semana. De acordo com informações da Polícia Civil, 10 dos casos foram registrados no sábado (16). Os outros 8 ocorreram no domingo (17).

Segundo a polícia, a primeira vítima foi o soldado da Polícia Militar Wagner Souza de Araújo, de 28 anos, que foi baleado fora de serviço, no sábado, ao tentar impedir um assalto contra um casal, após uma festa. Três horas depois, outras 7 pessoas foram assassinadas, dando início à contabilidade de mortes violentas na cidade.

Conforme a polícia, os crimes ocorreram em, ao menos, dez bairros diferentes. São eles: Centro, Centro de Transbordo, Sim, Jussara, Mangabeira, Conceição, Santa Mônica II, Queimadinha, Papagaio, São João e Lagoa Subaé. Todas as vítimas são do sexo masculino e, de acordo com a polícia, tinham entre 15 e 29 anos.

A polícia investiga se os casos têm relação. Segundo o delegado Roberto Leal, coordenador regional da Polícia Civil em Feira de Santana, policiais civis estão em contato com familiares das vítimas para levantar informações. A Polícia Militar também apura a situação.

Ainda de acordo com o delegado Roberto Leal, a média estimada de mortes em um fim de semana na cidade varia entre 4 e 5. O número é cerca de 4 vezes menor que o registrado no último fim de semana.

O soldado Wagner Souza de Araújo foi morto a tiros na madrugada do sábado. De acordo com informações da polícia, o crime ocorreu por volta das 4h30, no bairro São João.

Em nota, a Polícia Militar lamentou o ocorrido e informou que o soldado PM Wagner Souza de Araújo, lotado na 67ª CIPM de Feira de Santana, saía de uma casa de shows quando viu quatro assaltantes tentando roubar um casal.
Wagner, então, segundo a PM, decidiu intervir e, segundo informações preliminares, o policial militar foi fatalmente atingido por um dos criminosos.

Wagner entrou para a PM em 2015, trabalhou em Irecê, cidade do norte da Bahia, mas estava lotado na 67º CIPM/Feira de Santana. Ele deixa a esposa e um filho de seis meses. //G1



Deixe seu Comentário