27 de julho de 2018 às 19:10

Estudantes de Vitória da Conquista apresentam projetos de iniciação científica na SBPC

70ª edição da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), está sendo realizado até sábado, 28, em Maceió

Os estudantes Gabriel Costa, Alisson Lima, Renata Valença e Natasha Matos, do Centro Juvenil Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) de Vitória da Conquista – unidades da rede estadual de ensino – participam da 70ª edição da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em Maceió – Alagoas, com três projetos de iniciação científica de suas autorias. Os trabalhos dos alunos da rede estadual, selecionados em meio a milhares de projetos inscritos de todo o país, foram apresentados nessa quarta-feira (25), no evento nacional, que acontece até sábado (28).

“Ficamos muito felizes de termos o nosso projeto escolhido para ser apresentado em um congresso de importância nacional. Vamos mostrar um jogo interativo que dá dicas sobre o que é sustentável. Além disso, está sendo uma experiência incrível conviver com pessoas de todo o país e conhecer tantos projetos maravilhosos. É um aprendizado que levaremos para a vida toda”, revelou a estudante Renata Valença, 16, 2º ano do curso técnico de Informática do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) de Vitória da Conquista, que levou o projeto de animação digital interativa, produzido no CJCC como uma ação educativa sobre sustentabilidade.

Já a aluna Natasha Matos, 17, 3º ano do Colégio Estadual Adélia Teixeira, em Vitória da Conquista, apresentou o projeto derivado do curso “É da sua conta?”, oferecido pelo CJCC, que são espaços interescolares que funcionam em diálogo com os colégios de ensino regular da rede de onde originam os estudantes. “Trata-se de um artigo no qual falamos sobre a importância da educação financeira na sociedade do consumo, sob a perspectiva de jovens da escola pública. É uma área que me interessa e o objetivo do trabalho é mostrar ao jovem sobre a importância do consumo consciente, de fazer pesquisas de preço, de conhecer os direitos do consumidor, entre outras questões ligadas ao tema. Estar aqui na condição de estudante do Ensino Médio mostrando o nosso trabalho a um público formado, na sua maioria, por pessoas de nível superior é um privilégio, uma honra”, declarou.

Junto ao colega Gabriel Costa, Alisson Lima, 17, 3º ano do Colégio Estadual Polivalente, é o autor do projeto de um autorama construído como estratégia para os estudos de ciências e matemática. “Está sendo muito gratificante participar de um evento tão grandioso como a SBPC, que está me dando a oportunidade de conhecer outros projetos, como a SBPC Jovem, que é realizada paralelamente à programação científica do evento e é destinada aos estudantes do Ensino Básico”, contou. O estudante destacou, também, da importância do projeto: “Por meio do autorama, os estudantes ganham conhecimentos básicos de Física e Matemática, já que para os carrinhos se moverem trabalhamos com métrica, energia mecânica e outros assuntos ligados a essas disciplinas”.

A professora e vice-diretora do CJCC de Vitória da Conquista, Elma Souza, revelou que os estudantes estão aproveitando ao máximo a experiência de participar da SBPC. “Um congresso de nível nacional que envolve ciências e tecnologia é fundamental para os nossos estudantes da escola pública. Eles estão tendo contato com alunos do Ensino Superior e acesso a professores universitários de todo o país e isto é uma oportunidade incrível para a produção do conhecimento científico. E o mais interessante é que eles não estão aqui apenas como ouvintes, e sim para apresentar os seus trabalhos. É uma experiência impagável”. //A Tarde



Deixe seu Comentário