16 de novembro de 2017 às 20:44

Em coletiva, deputado Jorge Solla e vereadora Márcia Viviane ‘desmentem’ prefeito

A coletiva se baseou em documentos apresentados aos jornalistas por meio de slides

Em coletiva realizada na manhã desta quinta-feira (16), na Câmara Municipal de Vitória da Conquista,  o deputado federal Jorge Solla e a vereadora Márcia Viviane Sampaio, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT), apresentaram documentos e desmentiram informações prestadas pelo prefeito Herzem Gusmão e pela secretária de saúde, Ceres Almeida, à imprensa local.

Coletiva foi concedida pela vereadora Márcia Viviane e pelo deputado Jorge Solla

Recentemente, o deputado Solla entrou com uma representação junto ao Ministério Público contra o prefeito Herzem Gusmão (PMDB), pedindo investigação da prática de crime de improbidade administrativa pela situação da saúde do município. O parlamentar anexou ao pedido diversos documentos, tais como fotografias referentes a perda de medicamentos por vencimento da validade, a suspensão do funcionamento de três das cinco ambulâncias do SAMU por falta de manutenção e o descarte ilegal de lixo hospitalar, além da demanda gasta para manter um equipe de saúde bucal que está sem exercer suas funções por falta de um compressor, isso no distrito de Bate Pé.

O encontro do petista com a imprensa veio após uma coletiva concedida pelo peemedebista no último dia 10, em que prefeito e secretária alegaram que todas as denúncias são inverídicas, infundadas, irresponsáveis. “Isso não é digno de um parlamentar. Essas denúncias não vão se sustentar”, disse.

As denúncias se fundamentaram em três pontos principais. Entre eles, a situação das ambulâncias do Samu 192, medicamentos vencidos e o descarte irregular de lixo hospitalar nas unidades de saúde, o que colocaria em risco a saúde da população. No primeiro caso, o prefeito alegou sucateamento da frota e falta de manutenção dos veículos; os medicamentos entregues pela gestão anterior, segundo ele, já estavam vencidos, e quanto ao lixo hospitalar, a secretária informou que o lixo de todas as unidades de saúde está devidamente acondicionado em bombonas fechadas, não tendo ocorrido nenhum descarte inadequado do lixo. Disse ainda que a prefeitura já está providenciando a licitação para contratar uma nova empresa para recolher o lixo.

 

Na coletiva, cujo tema foi “Verdades fundadas em fatos”, o petista desmentiu as acusações, afirmando que “mentira não pode ser estratégia de gestão” e que os orçamentos da gestão atual não foram influenciados pelo mandato do ex-prefeito Guilherme Menezes (PT).  Segundo ele, não se pode aceitar tamanho descaso com a saúde pública.  

“Empenhamos muito esforço para construir uma rede de serviços de saúde em Conquista. Pude fazer parte desta história como secretário municipal e estadual. Não vou assistir calado o desmonte de serviços que construímos ao longo de décadas de trabalho. O SAMU nasceu em Conquista e pude levar essa experiência para o Ministério da Saúde, é triste ver a situação que hoje se encontra. É preciso que o prefeito seja cobrado pela Justiça para que tenha responsabilidade com as suas atitudes. Cortar na saúde é comprometer a vida da população que precisa do SUS”, destacou Solla.

Ainda durante a coletiva, o mandato da vereadora Márcia Viviane entregou uma pasta de documentos , a exemplos de ofícios, atas de empenho da compra de ambulâncias, relatórios das atas de registro de preço. relatório de estoque de medicamentos, relatório da situação dos consultórios odontológicos, planilhas, entre outros.

Segundo a vereadora, a gestão passada deixou 283 atas com registros de preço e 36 atas para compra de medicamentos, conforme dados fornecidos pelo Diário Oficial do município, portanto não houve desassistimento por parte da gestão anterior.

“As denúncias de sucateamento da saúde alegadas pelo prefeito contra a gestão de Dr. Guilherme Menezes não procedem e os documentos comprovam isso, cabe ao Ministério Público averiguar as denúncias apresentadas pelo deputado Jorge Solla e averiguá-las, para que a população possa ter saúde de qualidade”, concluiu.



Deixe seu Comentário