12 de junho de 2013 às 14:23

Dois assentamentos são os primeiros a ter brigadas de combate à incêndios na Bahia

Os assentamentos Rosely Nunes e o Extrativista São Francisco são as primeiras áreas de reforma agrária a terem brigadas de combate a incêndios na Bahia. A iniciativa faz parte de uma parceria entre o Incra e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e objetiva evitar queimadas, principalmente, entre os meses de junho e novembro, período mais propenso a focos de incêndios nos territórios da Chapada Diamantina e no Velho Chico.

O Ibama selecionou, na Chapada Diamantina, o assentamento Rosely Nunes, onde residem 156 famílias e está situado no município de Itaetê. Na quinta-feira (06), foi iniciada a pré-seleção dos assentados para a capacitação de 40 horas, que ocorrerá entre os dias 10 e 14 de junho, com aulas práticas teóricas, para combate a incêndios florestais.

Já na área agroextrativista São Francisco, onde vivem 592 famílias, localizado em Serra do Ramalho, no território do Velho Chico, o Ibama já capacitou 35 assentados. Dentre eles, 29 serão contratados e receberão equipamentos de combate a queimadas e para proteção pessoal, além de uma viatura. O contrato entre os assentados e o Ibama vai durar entre cinco e seis meses.



Deixe seu Comentário