23 de julho de 2018 às 0:11

Bolsonaro é oficializado candidato à Presidência

Em seu discurso, presidenciável do PSL disse que não é ‘salvador da pátria’; ‘quem vai salvar essa pátria somos todos nós’

O Partido Social Liberal (PSL) oficializou neste domingo, 22, a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro à Presidência da República, em convenção nacional, no Rio de Janeiro, em meio a indefinições sobre o nome escolhido para compor a chapa no cargo de vice. Em seu discurso, Bolsonaro disse que não é o salvador da pátria e que sabe que está causando desconforto nas eleições 2018. “Sou o patinho feio dessa história”, afirmou.

Ovacionado sob gritos de “Mito!” e “Eu vim de graça!”, Bolsonaro discorreu sobre sua trajetória profissional. Ele também criticou novamente, como outros pré-candidatos à Presidência, o acordo de Geraldo Alckmin (PSDB) com o Centrão. “Alckmin uniu a escória da política brasileira”, disse em alusão à aliança que rendeu ao tucano o maior tempo de TV entre os presidenciáveis.

“O Brasil não aguenta mais 4 anos de PT ou PSDB. Vamos unir esse Brasil, brancos e negros, homos e héteros, nordestinos e sulistas, ricos e pobres, patrões e empregados”, disse.

O evento, que começou no fim da manhã, reuniu partidários do presidenciável num centro de convenções na região central da cidade. A estimativa é de 2.500 pessoas.

Jair Bolsonaro se emocionou com a recepção calorosa de seus partidários e chorou quando foi executado o hino brasileiro. Muitos apoiadores tinham as cores verde e amarela e estavam com bandeiras do Brasil.

Na convenção, também foram oficializadas as candidaturas do filho mais velho do presidenciável, Flávio Bolsonaro, que tentará eleição como senador, e demais escolhidos pelo partido para concorrer aos cargos de deputado estadual e federal pelo Rio de Janeiro. //Tribuna da Bahia



Deixe seu Comentário