6 de março de 2018 às 18:35

Bandidos explodem sede da Prosegur e deixa um vigilante morto e 5 feridos em Eunápolis

Os tiros e explosões destruíram a sede da Prosegur

Dezenas de bandidos armados com metralhadoras e fuzis aterrorizaram Eunápolis no fim da noite desta segunda-feira (05). Usando explosivos, como granadas e dinamites, eles destruíram a sede da empresa de transporte de valores Prosegur, no centro da cidade. Um vigilante morreu e outros cinco funcionários ficaram feridos, atingidos por escombros, estilhaços ou disparos.

O grupo fechou as principais entradas e saídas da cidade. Em um trecho da BR-101, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal, a quadrilha atravessou uma carreta. Também tocaram fogo em uma ponte no km 12 da BR367, acesso ao município de Porto Seguro.

Os tiros e explosões puderam ser ouvidos de diversas partes da cidade.

Os quarteis da Polícia Militar, no centro, das companhias especiais Rondesp e Caema, no Centauro, também foram bloqueados. Os marginais incendiaram carros em frente a essas unidades. Muitos tiros foram disparados para dentro da sede da 7ª CIPM. As fachadas de muitas lojas ficaram danificadas.

Um grupo de trabalhadores de uma empresa que esperava o transporte foi feito refém. “Durante mais de meia hora nos usaram como parede humana”, afirmou uma das vítimas.

Os policiais, em menor número e com armas de menor alcance, tiveram que se abrigar. Não houve confronto com os bandidos. Os disparos e explosões duraram quase 40 minutos.

A estrutura da Prosegur ficou abalada e corre risco de desabar. Um socorrista do Samu relatou que durante o atendimento às vítimas, uma banana de dinamite explodiu. Nas redes sociais, a população demonstrou muito medo. Muitas pessoas se deitavam no chão, buscando se proteger de alguma bala perdida.

A empresa ainda não calculou o valor do dinheiro que foi roubado. Há informação de que os bandidos fugiram em diversos carros pela estrada da Colônia, na zona rural. // Radar 64



Deixe seu Comentário