22 de junho de 2018 às 22:58

Bahianos se despedem do ex-governador Waldir Pires

Waldir Pires tinha 91 anos

Morreu na manhã desta sexta-feira (22), no Hospital da Bahia, em Salvador, o ex-governador da Bahia, Francisco Waldir Pires de Souza, após parada cardiorrespiratória. Pires tinha 91 anos. O governador do estado, Rui Costa, decretou luto oficial de cinco dias. O político, que era filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), deu entrada na unidade na noite quinta-feira (21), com quadro de pneumonia. Conforme a assessoria do hospital, ele não respondeu às manobras de reanimação e veio a óbito.

Baiano de Acajutiba, Waldir Pires era formado em Direito e liderou o Movimento Antinazista. Além de governador (1987-1989), foi ministro da Previdência Social (1985-1986), deputado federal (1990-1994/1999-2003) e vereador (2013-2016).

No ano de 2008, Waldir Pires foi condecorado com o título de Cidadão Benemérito da Liberdade e da Justiça Social João Mangabeira, que é concedido a brasileiros dedicados às causas nobres, humanas e sociais.

História em livro

A biografia do político, escrita pelo jornalista Emiliano José, foi lançada no dia 14 de junho, em Salvador. O evento foi realizado no Palácio Rio Branco, no Centro Histórico, e teve a participação de Pires, que se emocionou muito com o livro.

Para a obra, foram quase seis anos de pesquisa, entrevistas, viagens e redação. A biografia foi dividida em dois volumes. O primeiro conta a história do nascimento do político, as candidaturas e o exílio na ditadura Médici.

No segundo volume, a obra descreve a história de Pires de 1979 aos dias atuais, com a campanha das Diretas Já, eleição para deputado, candidatura ao Senado e reeleição para deputado. A história da biografia termina com o mandato de vereador, em 2016. //G1



Deixe seu Comentário