14 de junho de 2018 às 18:27

Professores da rede municipal de Conquista paralisam atividades e não descartam greve

Categoria participou de Assembleia na Câmara Municipal (Fotos: Sudoeste Digital)

Os professores da rede municipal de Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador, suspenderam as atividades e aprovaram um calendário de mobilização nesta quinta-feira (14). Em campanha salarial e sem avanço nas negociações com a Secretaria Municipal de Educação, a categoria não descarta greve geral.

A assembleia que aprovou a suspensão temporária das aulas e votou o calendário ocorreu com um auditório lotado, no Salão Dom Vital, anexo à Catedral Nossa Senhora das Vitórias. Em seguida o grupo realizou um ato em frente ao prédio da Prefeitura. O município não se posicionou sobre a campanha salarial.

Professores foram às ruas na manhã desta quinta-feira, 14

A Rede é composta por 191 unidades escolares, sendo 163 escolas – 118 na zona rural e 45 na urbana – e 28 creches – 19 municipais e 9 conveniadas. São cerca de 2 mil profissionais em educação da Rede Municipal de Ensino de Vitória da Conquista, dos quais 1.791 professores, entre contratados e efetivos, além de monitores e diretores de escola.

De acordo com Ana Cristina Silva, presidente do Sindicato do Magistério Municipal Público (SIMMP), a greve pode ocorrer em razão da falta de diálogo da Prefeitura com a entidade. Caso isso ocorra, mais de 41 mil alunos serão afetados.

“A não recebemos contraproposta”, destacou Cristina, acrescentando que “a proposta foi protocolada na Secretaria de Administração, no gabinete do prefeito, desde março.

Com a mobilização, as aulas estão suspensas na sexta-feira (15) em toda a rede, nos três turnos, a categoria realizará uma manifestação na Câmara de Vereadores pela manhã e à tarde discutirá a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para o ensino médio, no Centro Municipal de Atenção Especializada (Cemae), na Avenida Olívia Flores.

No sábado (16), a partir das 9 horas, os docentes vão às ruas e feiras livre do Ceasa para distribuir panfletos com informações sobre a campanha salarial. Na segunda ou terça-feira deve ocorrer nova paralisação parcial para tentar nova rodada de negociação com a Prefeitura. //Sudoeste Digital



Deixe seu Comentário