POLITICA

‘Pena que não foi na Indonésia’, irozina Bolsonaro sobre prisão de sargento com cocaína

O presidente se referiu ao brasileiro Marco Archer, executado no país asiático em 2015, depois de ter sido condenado à morte por tráfico de drogas

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) lamentou ironicamente que a prisão do argento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, que carregava 39 kg de cocaína em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira), não tenha sido na Indonésia, onde há pena de morte para condenados por tráfico.

“Uma pena que não foi na Indonésia, eu acho que ele ia ter o destino do Archer”, disse Bolsonaro. O presidente se referiu ao brasileiro Marco Archer, executado no país asiático em 2015, depois de ter sido condenado à morte por tráfico de drogas.

O sargento foi preso em Sevilha, na Espanha, na quarta-feira (26). Bolsonaro disse que Rodrigues “traiu a confiança” da comitiva da FAB. //Metro 1